Arquivo da tag: Alessandro del Piero

DEL PIERO 700

É antigo e notório debate filosófico indagar se a vida e o futuro consistem em fatos e acontecimentos previamente traçados por algum poder superior dos quais é absolutamente impossível fugir ou se o ser humano constrói sua trajetória a cada segundo que corre no relógio da vida.

Alessandro Del Piero e sua 700ª participação no time da Juventus com gol decisivo

Exercícios mentais abstratos à parte, eis que, às vezes, surge o futebol para pôr abaixo qualquer corrente não experimental (que renega a ideia que para tudo há uma causa pré-determinada) e ratificar o determinismo como algo de fato presente em nossa existência.

Desta vez, o esporte bretão, na sua vertente filosófica, deu as caras em Turim, Itália.

Mais exatamente na partida entre Juventus e Lazio. Embate importante da Série A que colocava frente a frente os líderes anfitriões contra os terceiros colocados da capital que lutam por lugar ao sol da UEFA Champions League da próxima temporada.

Tudo isso porque na terça-feira o maior perseguidor da Juve, o Milan, havia vencido o Chievo Verona por 1×0 no Veneto, sem fazer grande apresentação e graças a chute de longa distância de Sulley Ali Muntari. Resultado que recolocava os rubro-negros na liderança do campeonato.

Tudo isso porque, na sua partida, a Juventus apenas empatava contra a Lazio (gols de Simone Pepe para a Juve e Stefano Mauri para a Lazio).

Até que surge o predestinado.

Antonio Conte, técnico da Juve, lança o veterano Alessandro Del Piero na etapa final.

Falta para os anfitriões aos 38 minutos. E lá estava ele na sua 700ª participação com a camisa da Juve, Alessandro Del Piero, para bater, guardar e garantir o 2×1 e a liderança do time de Turim na Série A.

Delírio no Juventus Stadium, mais uma vez o líder garantia a alegria da parte alvinegra de Piemonte.

Agora a Juventus fica com 68 pontos na liderança e o Milan está com 67 na cola.

 

La Liga

Bem que o Barcelona, a imprensa local e o resto da Catalunha tentaram pôr pressão sobre o arquirrival Real Madrid após grande vitória dos campeões do mundo contra o Getafe no Camp Nou por 4×0.

Esqueceram de avisar Cristiano Ronaldo.

O gajo estava em noite inspirada para o clássico madrilenho contra o Atlético Madrid no Estádio Vicente Calderón.

Os anfitriões renasceram na Espanha com a chegada do argentino Diego Simeone na direção técnica do time.

Só que o Madrid respondeu bem à pressão e o craque português fez 3 gols na vitória merengue por 4×1 fora de casa.

Os 4 pontos de vantagem madridista permanecem. O Madrid sobe para 82 pontos contra os 78 do Barça.

 

Bundesliga

A sensação é que o campeonato acabou em termos de título, já que o líder Borussia Dortmund fez 1×0 no vice-líder Bayern em casa com gol do polonês Robert Lewandowski em grande fase.

Clima de decisão no Iduna Park Stadium e mais de 80 mil fãs estiveram presentes no Estádio de Dortmund para o jogo mais importante do futebol doméstico alemão na temporada.

Dia para Arjen Robben esquecer, já que o holandês teve a chance de empatar a partida em cobrança de penalidade. O goleiro Roman Weldenfeller defendeu cobrança ruim do jogador do Bayern.

Não bastasse o pênalti perdido, Robben perderia nova chance debaixo das traves.

Agora o Dortmund vai a 69 pontos contra os mesmos 63 do Bayern que terá que priorizar a Champions, o que não é pouco, e pensar no Real Madrid. Tudo isso com a ressaca da derrota interna para o maior competidor. Durma com esse barulho Bayern!

 

English Premier League

Parecia que não mais, porém hoje dá para dizer: “temos um campeonato!” na Inglaterra.

Graças ao Wigan, ameaçado de rebaixamento, que aprontou para cima do poderoso Manchester United ao fazer 1×0 em casa.

Para completar o dia negativo dos Red Devils, o arquirrival Manchester City fez 4×0 no West Bromwich em Manchester e reduziu a diferença na classificação para 5 pontos com o confronto da dupla da cidade se aproximando.

Campeonato novamente em aberto pelas terras inglesas.

 

Vida longa e próspera às ligas nacionais!

O SEGUNDO MELHOR TIME DO MUNDO

Orgulho. Essa foi a palavra mais citada por jogadores e torcedores do Real Madrid após o empate por 2×2 com o Barcelona no Estádio Camp Nou nesta quarta-feira em partida de volta válida pelas quartas-de-final da Copa do Rei espanhola e que classificou os catalães.

José Mourinho pândego: no estacionamento do Camp Nou, encostado no carro do árbitro, esperando-o para soltar verbo

E não foi à toa tamanho orgulho. Seguramente foi a melhor exibição do Madrid contra o arquirrival na era Jose´Mourinho.

Exibição providencial, pois, mais do que nunca, o técnico português era questionado em Madri após a derrota por 2×1 na partida de ida.

O 1º tempo merengue foi exuberante, com a equipe sempre marcando sob pressão a saída de bola do Barça.

Cristiano Ronaldo, Gonzalo Higuaín e Mesut Özil construíram suas chances com algumas boas defesas de José Pinto Colorado (que substituía Victor Váldez, relegado ao banco).

O Madrid não marcou, o Barça tratou de fazê-lo. Em grande jogada de Lionel Messi, Pedro abriu o placar aos 43 minutos. Placar que foi ampliado por Daniel Alves em chute diagonal no ângulo, perfeito, sem chances para Iker Casillas. Castigo enorme para o Real Madrid, cujos jogadores saíram inconsolados de campo para o intervalo.

A valentia madridista ficou evidente na 2ª etapa. Com o placar agregrado já em 4×1, os comandados de Mourinho foram à luta. A marcação sob pressão na saída de bola continuava, o Barcelona tentava levar o jogo de forma burocrática até seu final. Os anfitriões sentiam a ausência de Andrés Iniesta, substituído por contusão.

Aos 53 minutos de jogo, Sergio Ramos marca gol legal de cabeça, mal anulado pelo árbitro Fernando Teixeira Vitienes. Revolta geral dos jogadores do Madrid.

Ainda assim, os “blancos” não desistiram.

Em jogada de Özil, Cristiano Ronaldo invadiu a área, driblou Colorado e fez o primeiro gol merengue.

4 minutos mais tarde, roubada de bola sobre Gerard Pique, Karim Benzema aplica lençol sobre Carles Puyol e fuzila para o gol. Era o empate do Madrid.

No final, a partida ficou mais truncada, com faltas e com Pepe, tentando se fazer de vítima, valorizando as cargas que sofria.

Quando Teixeira Vitienes encerrou a peleja, alguns madridistas dirigiram-se a ele. Tarde demais. Classificação justa do Barcelona, mas graças ao desempenho de Madri.

Já o Real Madrid mostrou ser possível derrotar o Barça melhor do mundo. Claro, não será prerrogativa destinada a todos os adversários, mas somente a uns poucos. Poucos como o Real Madrid, um senhor time, mas que teve a infelicidade de ser contemporâneo deste Barcelona que está escrevendo a história do futebol.

Este Madrid de Mourinho é, quase certamente, o segundo melhor time do mundo. Suspeita que poderá ser validada na fase eliminatória vindoura da UEFA Champions League.

 

VELOZES

  • Foi quase um discurso ensaiado pelos jogadores do Real Madrid nas entrevistas pós-jogo, e não era para menos, estavam todos orgulhosos do desempenho no Camp Nou. Tudo isso após semana conturbada com especulações de possível saída de Mourinho da direção técnica do clube merengue.
  • Perguntar não ofende: e se o Real Madrid vencer a Champions, além da Liga Espanhola, que vai bem obrigado? Mourinho será contestado e demitido? E mais, e se ele vencer e não quiser ficar? Bons empregos seguramente não lhe faltarão.
  • O gol anulado de Sergio Ramos, bem como sua expulsão posterior renderam após a partida. Iker Casillas confirmou à imprensa local que disse ao árbitro Vitienes na entrada dos vestiários: “Vá fazer festa com eles!”
  • E Sergio Ramos, protagonista da trama, jogou no Twitter: “Estou feliz que o clube apele pelo meu segundo cartão amarelo porque, apesar de alguns não pararem de rolar, nem o toquei.” Ramos havia sido expulso por segundo amarelo após falta sobre Sergio Busquets e alegou simulação do jogador.
  • Lesões no Barça: Andrés Iniesta sofreu ruptura do bíceps femural e Alexis Sánchez sofreu entorse de clavícula.
  • E Mourinho fez das suas também no pós-jogo. Após parabenizar o Barça pela classificação e afirmar que a vitória foi justa pelo que os “blaugranas” fizeram no jogo de ida, o português, segundo o periódico de Barcelona “Mundo Deportivo”, foi ao estacionamento do Estádio Camp Nou, teria aguardado o árbitro Vitienes e dito a ele: “Vai artista, como você gosta de [email protected]#$% os profissionais!”
  • Festa na pequena cidade de Miranda de Ebro. O time local, o Mirandés, também classificou-se ao derrotar no placar agregado (pelo critério de gols fora de casa) o Espanyol por 2×1 em casa. Antes, o Espanyol vencera por 3×2 em virada incrível.
  • O Athletic Bilbao fez 1×0 no Mallorca e foi o outro classificado.
  • Agora falta a decisão entre Valencia e Levante. Tudo a favor do Valencia após vitória por 4×1 na partida de ida.
  • Na bota, a Copa Itália teve prosseguimento com a Juventus despachando a Roma por 3×0 no Juventus Stadium de Turim. O destaque ficou para a atuação de gala de Alessandro Del Piero, veterano ídolo juventino.
  • Já o Chievo Verona recebeu o Siena e se deu mal. Vitória por 1×0 dos visitantes.
  • Em outro clássico italiano, o Napoli recebeu a embalada Internazionale. Se tudo vai bem na Série A com as 7 vitórias em sequência, os “nerazzurri“ sentiram porque o time de Walter Mazzarri é a sensação italiana da temporada. Vitória napolitana por 2×0 com gols de Edinson Cavani.
  • Na Carling Cup inglesa o Manchester City enfrentou o Liverpool. Empate de 2×2 em jogo polêmico, já que o árbitro marcou pênalti de Micah Richards em toque de mão. Foi um daqueles lances difíceis e interpretativos que dividem as opiniões. Fato é que um dos gols do Liverpool (convertido por Steven Gerrard) veio deste lance. Com isso, o Liverpool avançou no placar agregado (3×2). Polêmica lançada.
  • Na outra decisão, mais emoção. O Cardiff City recebeu o Crystal Palace. Fez 1×0, igualou o agregado (1×1) e foi necessária a decisão por penalidades. Vitória dos galeses por 3×1 para delírio da torcida local.
  • Com isso, final da Carling Cup definida: Cardiff City x Liverpool em Wembley.

 

Encerrando o giro internacional, nada como encerrar com aqueles que, para muitos, são considerados os “inventores” do rock alternativo. Anunciaram o fim das atividades, mas todos sabem que, por uma grana extra para garantir a aposentadoria, eles podem se reunir para um novo tour mundial. Claro, é o REM, com “All the Best” do álbum de sugestivo nome “Collapse into now” de 2011. Confira.

http://www.youtube.com/watch?v=ayb1uoeYrgo

JUVENTUS: CASA NOVA, VIDA NOVA

Juventus party contra o Parma

Início dos sonhos na nova casa, o Juventus Stadium. Não poderia ter sido melhor, nem nas mentes mais otimistas entre o contingente de fãs da Juve. Foi exatamente o que aconteceu. Uma Juventus dos velhos tempos que não tomou conhecimento do adversário e que agiu com eficiência ao impor indiscutíveis 4 a 1 sobre o Parma neste domingo em Turim pelo campeonato italiano.

 Em domingo de fortes emoções, ídolos do clube como Alessandro Del Piero foram ovacionados pelo novo estádio. Na verdade, uma plêiade de ídolos tradicionais da Juve seria exaltada pelo público. Além de Del Piero, o técnico e ex-jogador do clube, Antonio Conte e o goleiro campeão do mundo Gianluigi Buffon.

 Mas, talvez o grande destaque da partida tenha sido um novo ídolo, Andrea Pirlo. O ex-milanista recém chegado a Turim roubou a cena do espetáculo.

 O gol inaugural ficou por conta do suíço Stephan Lichtsteiner. Simone Pepe, Arturo Vidal Pardo e Claudio Marchisio fecharam a conta. Sebastian Giovinco ainda diminuiria no final. Delírio total no Juventus Stadium e a promessa de bons ventos pelos lados de Piemonte.

 Se a Juventus esteve bem, os outros grandes não tiveram a mesma competência. Exceção feita ao Napoli, classificado para a Champions League e cheio de moral, que foi a Cesena e venceu os locais por 3 a 1, Internazionale e Roma perderam suas partidas iniciais, além do empate de sexta-feira do Milan com a Lazio.

 

Luis Enrique em apuros na Roma

Em Roma, a AS Roma do técnico espanhol Luis Enrique, deu vexame e perdeu para o Cagliari por 2 a 1. A Roma queria um técnico espanhol para aproximar o padrão de jogo do time ao futebol estratosférico do Barcelona. Para a missão quase impossível, nada melhor que trazer um ex-atleta do clube catalão. Aquela coisa, alguém com a mesma mentalidade dos homens do clube vencedor. Só que a Roma não é o Barça atualmente. Talvez até venha a ser no futuro a longo prazo, mas a aposta não está dando resultados até agora.

 A Internazionale foi a Sicília para enfrentar o Palermo e levou um 4 a 3 que irritou o goleiro brasileiro Júlio César. Fabrizio Miccoli, em grande atuação, marcou dois gols e tornou a vida do time de Milão um pandemônio logo no início da temporada.

 

 Premier League

 

Chicharito marcou 2 gols na rodada. Man U líder

Na Inglaterra continua briga de foice entre os rivais locais, Manchester United e Manchester City, pelo campeonato.

 Na rodada, o City fez 3 a 0 com o hat trick  de Sergio Kun Aguero. A equipe ainda se deu ao luxo de desperdiçar penalidade com Carlos Tevez.

 Melhor ainda fez o United. 5 a 0 contra o Bolton fora de casa com três gols de Wayne Rooney e mais dois de Javier “Chicharito” Hernandez.

 Mais modesto foi o Chelsea que venceu, também como visitante, o Sunderland por 2 a 1. Com o resultado, os londrinos ficam em terceiro no campeonato com 10 pontos, logo atrás da dupla de Manchester com 12.

 E o Arsenal? Bom, os Gunners juntam os caquinhos dos 8 a 2 contra o Man U. Venceram apenas por 1 a 0 o modesto Swansea City.

 

 Bundesliga

 Na Alemanha, parece que o FC Bayern começa a apagar de vez a má impressão da rodada inicial quando havia perdido em casa causando enorme decepção no torcedor bávaro.

 Jogando para quase 70 mil pessoas na Allianz Arena de Munique, a equipe da casa fez 7 a 0 no Freiburg e assumiu a liderança do campeonato com 12 pontos. Destaque para os quatro gols de Mario Gomez de mais dois de Franck Ribery.

 Também com 12 pontos está o Werder Bremen. O vice-líder derrotou o Hamburgo por 2 a 0.

 

 La Liga

 Na Espanha, o Real Madrid tornou-se líder do campeonato de dois times ao vencer o Getafe no estádio Santiago Bernabéu por 4 a  2.

 Já o Barcelona poupou alguns de seus craques na partida contra o Real Sociedadem San Sebastián. Vencia por 2 a 0 com gols de Xavi e Cesc Fábregas, mas não segurou o ritmo e cedeu o empate em dois gols. O Real Madrid agradeceu e tomou a dianteira do campeonato.

 

 PSG reage na Ligue 1

 Quando Leonardo, agora dirigente no Paris St. Germain, começou a recrutar jogadores de patamar superior às ambições que o clube demonstrava nos últimos anos, muita gente olhou todo o processo com suspeitas. E elas aumentaram com a estreia negativa do time na Ligue 1, o campeonato francês.

 Só que desta vez Javier Pastore, astro argentino trazido por Leonardo do Palermo, justificou o investimento e deu a vitória da equipe contra o Brest em Paris por 1 a 0. Vitória para Pastore e Leonardo.

 A liderança está com o Montpellier com 12 pontos, seguido de perto pelo time hegemônico francês nos últimos tempos, o Olympique Lyon com 11. O PSG tem 9.

 

 Champions League: Barcelona x Milan

 Em semana de clássico europeu entre Barça e Milan no Camp Nou vale informar que Massimiliano Allegri terá duas baixas consideráveis no elenco milanista: Robinho e, principalmente, Zlatan Ibrahimovic estão fora do jogão. Chato, pois para um confronto desses, o desejo de todos é ver ambas as equipes com força máxima.

 O Milan deverá jogar com a dupla Antonio Cassano e Alexandre Pato no ataque.

 Poderá a escola do catenaccio italiano frear o melhor time do mundo? Veremos.