Arquivo da categoria: Ferozes Musical Clube

Colaboradores musicais trazem as últimas novidades e os lançamentos musicais pelo mundo.

LESS THAN: A NOVA DO NINE INCH NAILS

Por João Paulo Tozo

O NINE INCH NAILS, do “homem banda” Trent Reznor, anunciou hoje, 13 de julho, que irá lançar o seu novo EP, ADD VIOLENCE, no próximo dia 21.

Não bastasse a boa nova, os bichões já deixaram a saborosíssima LESS THAN disponível para abrir o nosso apetite.

Particularmente não ouvia algo tão empolgante do NIN desde o With Teeth, de 2005.

Confira o petardo:

NIN

IGGY POP & JOSH HOMME – “GARDENIA”

Após revelarem que estão trabalhando em um álbum em parceria, que terá o nome de Post Pop Depression, com lançamento previsto para março deste ano, Iggy Pop e Josh Homme, do Queens of The Stone Age, lançaram o primeiro single do projeto, a canção “Gardenia”. A dupla participou nesta semana do programa “The Late Show with Stephen Colbert”, onde contaram mais sobre a parceria. Iggy contou que convidou Josh por meio de um SMS “enviado de seu telefone com flip”. Homme revelou que o trabalho foi a distração perfeita para superar o massacre ocorrido na casa de shows francesa Bataclan, na qual estavam se apresentando seus colegas de Eagles of Death Metal.

iggy-pop-josh-homme-post-pop-depression620

Além dos dois, as gravações estão sendo realizadas com os músicos Matt Helders (bateria), do Arctic Monkeys, Dean Fertita e Troy Van Leeuwen (guitarras), do Queens of the Stone Age, e Matt Sweeney (baixo), do Chavez.

Ouça abaixo o single “Gardenia”

 

 

Veja também a apresentação da dupla no “The Late Show with Stephen Colbert:

 

DAVID BOWIE “UNDER PRESSURE”

Quando David Bowie entrou nos estúdios em Montreux, Suíça, onde o Queen estava reunido para a confecção do então novo álbum da banda em 1981, a intenção era que o Camaleão participasse da canção Cool Cat.

Annie Lennox, David Bowie & Roger Taylor
Annie Lennox, David Bowie & Roger Taylor

Contudo, o resultado ficou aquém do esperado na opinião de Bowie, os vocais foram retirados das gravações a pedido do próprio e a esperada contribuição foi deixada para trás.

Para compensar e não perder a viagem até a Suíça, Bowie concentrou-se em reescrever outra canção na qual o Queen trabalhava, mas não estava satisfeito tampouco. Tratava-se de Feel Like.

O resultado do esforço em conjunto foi a clássica Under Pressure, cuja autoria terminou por ser creditada a David Bowie e a todos os integrantes do Queen.

Segundo o baixista John Deacon, Under Pressure foi inicialmente escrita por Freddie Mercury, David Bowie concentrar-se-ia na letra e Bryan May, Roger Taylor e o próprio John Deacon ficaram a cargo dos arranjos.

Falando em John Deacon, persiste até hoje controvérsia sobre quem criou a clássica linha de baixo da canção: o próprio Deacon ou Bowie? Os depoimentos são contraditórios muitas vezes.

Polêmicas à parte, Under Pressure foi lançada como single em 1981 e entrou no álbum Hot Space de 1982 e marcou tanto a banda quanto David Bowie, já que tornar-se-ia o segundo hit do Queen a atingir o primeiro lugar nas paradas britânicas (após Bohemian Rhapsody em 1975) e o terceiro hit de Bowie a chegar ao mesmo posto.

Se o Queen executava a canção frequentemente ao vivo, David Bowie preferiu jamais fazê-lo até 1992, ano do Freddie Mercury Tribute Concert.

O grandioso evento humanitário realizado no Estádio de Wembley em Londres marcava o primeiro ano sem o vocalista Freddie Mercury. O Queen recrutou uma série de grandes artistas para dividir o palco consigo e, quando o baterista Roger Taylor chamou ao palco David Bowie e Annie Lennox, mal sabiam todos que um dos mais emocionais momentos da História do Rock estava para acontecer na execução de Under Pressure perante um Wembley lotado.

Confira a histórica apresentação de David Bowie, Annie Lennox e Queen.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=mwdORJVw3-o[/youtube]

DAVID BOWIE & LOU REED

Dando continuidade às homenagens a David Bowie, relembramos agora as comemorações referentes ao 50º aniversário do inesquecível Camaleão do Rock em 1997 quando Bowie tocou no mítico Madison Square Garden de Nova York com participação mais que especial de Lou Reed.

Lou Reed e David Bowie em Nova York, 1997.
Lou Reed e David Bowie em Nova York, 1997.

Sim, David Bowie era grande fã da banda Velvet Underground, a ponto do astro britânico ter escrito uma canção em homenagem à banda americana capitaneada por Lou Reed. Trata-se de “Queen Bitch”, do álbum “Hunky Dory” de 1971.

E é exatamente “Queen Bitch” que David Bowie executou ao vivo ao lado de Lou Reed em Nova York juntamente com “I´m waiting for the man” do Velvet Underground, presente no álbum inaugural da banda, “The Velvet Underground & Nico”, de 1967 que resgatamos aqui.

Relembre o clássico momento da história do Rock.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=F2orgACrQto[/youtube]

AS DIVERSAS FACETAS DE BOWIE

Na semana de despedidas e recordações em todo o mundo por conta do falecimento de David Bowie, talvez a homenagem preparada pelo apresentador americano Conan O’Brien em seu programa Conan seja a mais terna e divertida de todas.

David Bowie e Conan O'Brien
David Bowie e Conan O’Brien

Antes de Conan, que é produzido em Los Angeles, O’Brien apresentava o programa Late Night, menos diverso no formato que no local de produção, cuja base era a cidade de Nova York, cidade que David Bowie também escolhera para viver.

Conan O’Brien abriu o programa na última segunda-feira lamentando ao dizer: “obviamente este é um dia muito triste!” E continuou: “todos souberam que David Bowie faleceu ontem. Notícia incrivelmente triste. Ele esteve em nosso programa diversas vezes ao longo dos anos e ele sempre foi excelente! Todos vão se lembrar do grande músico que ele foi e é isso mesmo! Ele foi um talento surpreendente, mas, na minha experiência, ele sempre foi uma pessoa incrivelmente agradável, era divertido, sempre divertido!”

Em seguida, Conan O’Brien chamou uma edição de três diferentes entrevistas concedidas por Bowie onde destacam-se recordações e brincadeiras com os visuais históricos que levaram Bowie a ser chamado de “Camaleão do Rock”, a menção que Bowie faz a respeito da data de seu aniversário que coincide com Elvis Presley, bem como o nome de batismo “David Jones” e os motivos das mudanças (tudo à base de muito humor).

O ponto alto ficou por conta da lembrança que O’Brien fez sobre a participação de Bowie em um concurso de composições musicais quando jovem onde o Camaleão respondeu rindo: “eu não ganhei!” Algo que foi o gancho para a paródia que Bowie e O’Brien fizeram da clássica canção Space Oddity .

Outro ponto alto do cantor no programa foi o quadro “Bowie Secrets”.

Vale a pena conferir.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=P4d8QrRJvsE[/youtube]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=x22swFn52Ng[/youtube]