JUVENAL JUVENCIO EXPÕE O SÃO PAULO AO RIDÍCULO

Com a sétima derrota consecutiva, além da décima sem vitórias, o São Paulo atingiu o seu recorde negativo na história (desde mil novecentos e Bozo) com a derrota por 3X0 contra o Cruzeiro, no Morumbi, com TRÊS gols de Luan, o amor do Felipão. Juvenal Juvencio, sempre tão apegado aos números, deve ter adorado.

Tanto adorou que promoveu um churrascão na sede social do clube. Muita carne, bebidas, falatório. E um exaltado presidente que não admite ter seu reinado posto a prova, como tentou fazer um grupo de opositores, que também curtiam o evento em torno do carvão aceso.

Em meio a festança, JJ se indispôs com o grupo oposicionista e bateu boca em alto e bom som, em um discurso recheado de palavras “elogiosas”. Parece-me óbvio, até tendo por base as brigas quase centenárias que seus rivais do estado sempre tiveram internamente, que não há mocinhos em lado algum. Mas enquanto a oposição cantava o hino do clube em tom de protesto, o grupo de JJ gritava o nome do mandatário e o chamavam de Rei.  Dá pra perceber muita coisa a partir disso.

Juvenal Juvencio está expondo o sempre tão diferenciado São Paulo a um ridículo histórico. E sua possível associação com as organizadas mostra o tom de desespero do mandatário.  Ainda que as torcidas digam que não existe apoio ao atual presidente, a maior delas soltou comunicado onde diz não aceitar o “santista” Marco Aurélio Cunha como presidente.

Bastante contraditório, já que o mesmo Marco Aurélio era até pouco tempo uma figurinha carimbada e piadista de plantão em programas de TV, onde foi sempre muito aplaudido por todos. Ao menos a sua lucidez parece servir de contraponto ao folclórico JJ, que hoje é mais associado ao produto made in Scotland, que ao seu posto de presidente de um ex clube modelo.

Relato-SPFC-aconteceu-Foto-Reproducao_LANIMA20130721_0097_27


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/t990olqj3thq/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *