ANÁLISE PATOLÓGICA

Pronto, o trocadilho está feito. Dito isso, a contratação de Alexandre Pato é um acontecimento que não dá pra explicar em poucas palavras. Até este momento, e sem o jogador tocar o pé na bola, pode-se dizer que o Corinthians deu passos certos e calculados.

Sem querer soar repetitivo, já que o texto de João Paulo Tozo neste mesmo portal já pondera sobre o fato, inclusive apresentando o ponto que considero o mais emblemático nesta história toda: o Corinthians almeja se tornar uma referência na recuperação de atletas. Já tentou a mesma coisa com o outrora imperador Adriano, mas por motivos óbvios – recuperar fisicamente não é o mesmo que recuperar desvios de comportamento – fracassou no seu intuito. Sobretudo porque Adriano não teve o que sobrava em Ronaldo, o primeiro case de sucesso nesta empreitada corintiana, e o que parece haver em Pato: apelo comercial.

Ao que parece, um plano de marketing muito bem elaborado já vem sendo posto em prática há algum tempo, bem antes de sua contratação ser confirmada. O maior exemplo disso foi a informação de que ao final de dezembro, o jogador já havia posado para uma sessão de fotos com a camisa do Corinthians. Não sei se houve a intenção, mas não parece ter havido esforço para que esta notícia não vazasse. No entanto, houve o cuidado para que as imagens não aparecessem antes do acerto. O tiro certo foi o fato de o clube ter conseguido anunciar a contratação de Pato com o jogador aparecendo em todos os canais de comunicação já com a camisa do Timão, com imagens da tal sessão de fotos.

A possibilidade de sucesso de Pato no Corinthians ainda é uma incógnita.

Há um outro fator, que muito provavelmente foi ponderado: mídia espontânea. Como se sabe, Pato namora a filha do agora ex-patrão, Silvio Berlusconi. A amada do jogador, Barbara Berlusconi, também tem um cargo executivo no Milan, mas isso não deve ser problema para o casal, que salvo algo que resulte num término de relacionamento, será figura carimbada em publicações e programas voltados a celebridades.

Por fim, o ponto mais importante, relacionado com a ambição do clube em ser referência em recuperação de atletas, vem amparado na figura do conceituado médico Joaquim Grava, um dos primeiros a comentar sobre a situação do jogador, assegurando a capacidade do Timão na empreitada, ressaltando a juventude do atleta e tocando em um ponto crucial: na Europa, o foco do trabalho é mais no que diz respeito à potência dos jogadores, e há pouca variação nos trabalhos físicos. Uma reunião entre o médico, o jogador e o preparador físico Fábio Mahseredjian definirá o planejamento da recuperação. Além destes, o clube conta com Bruno Mazziotti, fisioterapeuta trazido por Ronaldo, que foi fundamental na recuperação do Fenômeno em sua passagem pelo Timão.

É cedo dizer o que poderá resultar nesta ousada contratação, mas não dá pra descartar também o fato de o jogador ter idade que possibilita que tenha ótimas chances na Seleção que disputará a Copa de 2014 no Brasil ano que vem (mas já?), caso esteja recuperado. Havendo sucesso, ainda tem chance de ser negociado e voltar à Europa.

Ao mesmo tempo em que não podemos apostar em sucesso do jovem Pato no Timão, é quase certo que ao menos em termos de repercussão, é remota a possibilidade de um fracasso semelhante ao do caso Adriano, simplesmente porque neste caso, o marketing ainda é positivo.

A sorte está lançada.

(uma última informação: o Corinthians já colocou em pré-venda a camisa 7 de Pato em sua loja de produtos oficiais na internet)

Timão mirou no Pato e atirou. Só falta saber o que ganhará com isso.

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/t990olqj3thq/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *