Varejão neles!

E não é que o Cavaliers aprontou contra o Lakers? E o melhor disto, para quem torce pelo Cleveland, é que Anderson Varejão vem jogando muito e literalmente deu um baile em Dwight Howard na vitória do time da casa por 100 a 94 na noite de ontem.

As boas atuações do pivô brasileiro estão ganhando repercussão na Liga, afinal, Anderson está com médias muito boas de 15 pontos por jogo e pouco mais de 15 rebotes. Muitos cogitam Varejão para figurar no jogo das estrelas pelo Leste. “Escuto muita gente falando sobre isso, se acontecer será maravilhoso”, revelou Anderson.

Anderson está jogando muito pelo Cavs

Nesta temporada ele conseguiu computar dez duplos-duplos seguidos, com mais de dez pontos e dez rebotes, com um adendo no caso dos rebotes, pois foram 15 ou mais nestas partidas. Durante o jogo contra o Lakers, Anderson chamou Dwight no um a um, driblou o pivô do L.A. e cravou na cabeça de Jordan Hill que vinha na cobertura, a jogada levantou a torcida no ginásio do Cavs.

Anderson tirou Dwight no drible e levou a bola em velocidade para a entrada do garrafão…

 

Jordan Hill apareceu na cobertura e levou uma cravada na cabeça, a torcida se levantou no ginásio para aplaudir Anderson

Quem se empolgou também foi o armador Kyrie Irving, que ficou no um contra um com Kobe Bryant para delírio da torcida, porém, o resultado foi bem diferente, afinal, Kobe é conhecido com um dos melhores defensores da Liga e acertou um toco no jovem comandante do Cavs.

Pelo lado do Lakers a coisa está ficando difícil, o time não se acerta e o buraco parece ficar cada vez mais fundo. “Este é um dos maiores desafios da minha carreira, e o mais frustrante”, disse Kobe. “Estou muito chateado. Quando as coisas ficam difíceis é que você tem que ter mais determinação, não somente demonstrar insatisfação”, opinou. “Jogamos um basquete de pouca inspiração, tanto na defesa quanto no ataque”, disse Mike D’Antoni, técnico do Lakers. “Estamos jogando de forma lenta e tendo dificuldades, é meu trabalho é corrigir e vou fazê-lo”, prometeu.

Kobe, Dwight e Pau Gasol reunem muito talento e habilidade, mas isto não está fazendo a diferença a favor do Lakers

Os problemas do Lakers estão sendo analisados por muitas personalidades e Magic Johnson também deu os seus pitacos sobre a situação do seu time do coração. Para ele, Pau Gasol é a chave do sucesso e deveria jogar mais embaixo da cesta. “Quando Gasol ficava nesta posição, ele tinha médias de 18 pontos por jogo e acertava 53% dos arremessos”, analisou Magic. “Mas ele joga na região da linha do lance livre, isto não faz sentido. Não é o jogo dele”, cutucou. “Eles precisam colocá-lo em uma situação de vantagem, pois quando Gasol começar a jogar bem, o time vai atuar melhor. Gasol para mim é a chave para tudo. Se você continuar com ele na linha de três pontos ele não vai jogar bem”, previu Johnson.

Muito trabalho pela frente para Mike D’Antoni

Para Magic, o técnico Mike D’Antoni deveria ajustar o seu sistema de jogo aos jogadores, e não os jogadores ao sistema. “Tenho que modificar o esquema um pouco se sou o treinador, é isso”, disse. “O sistema dele não privilegia o talento que o Lakers tem. Não dá para ter velocidade com este time. Quem são os velocistas? Você só tem um cara que consegue fazer isto e é Kobe Bryant”, analisou. “Ron (Metta World Peace), eu gosto dele, mas ele é lento. Nossos pivôs não são os caras mais rápidos. Nós tínhamos o “showtime” quando podíamos, senão, era bola no Kareem, é isto que você tem que fazer, isto é basquete”, cravou.

Estamos acostumado a ver Magic sorrindo, mas ultimamente ele tem falado muito sério sobre o Lakers, com críticas direcionadas à Mike D’Antoni

Em minha opinião uma coisa está clara. Ou algumas trocas precisam acontecer ou o sistema terá que se adequar aos jogadores. Pensando no sistema eu tentaria trazer Josh Smith, do Hawks. Gasol teria que partir.

A diretoria, no entanto, parece que prefere esperar o retorno de Steve Nash para avaliar melhor a equipe, o problema é que o tempo está passando e a situação fica cada vez mais complicada. Trazer outro armador? Chamar Chris Douglas-Roberts de volta da D-League (uma espécie de Série B da NBA) era uma boa, ele está jogando muito por lá.

 

O drama sempre acompanha o Lakers, parece história de Hollywood.


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/t990olqj3thq/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *