Arquivo da tag: Gonzalo Higuaín

MADRID QUASE LÁ

Com golaço de Cristiano Ronaldo e jogadas aéreas, o Real Madrid venceu o Galatasaray por 3×0 em Madri e colocou um pé e meio, além das duas mãos, na vaga semifinal da UEFA Champions League. Em Málaga, não se engane pelo 0x0. Málaga e Borussia Dortmund fizeram belo jogo com uma infinidade de oportunidades desperdiçadas, sobretudo pelos alemães.

 

 

Cristiano Ronaldo: golaço e artilharia da UCL
Cristiano Ronaldo: golaço e artilharia da UCL

Real Madrid CF 3×0 Galatasaray AS

Madri, Espanha

 

Com início fulminante, o Real Madrid mostrava-se disposto a finalizar os 180 minutos de disputa contra os turcos do Galatasaray.

José Mourinho optou por Karim Benzema no ataque em detrimento de Gonzalo Higuaín.

Com menos de 10 minutos de jogo, os Merengues já criariam três oportunidades, tendo uma delas resultado em gol.

Mesut Özil serviu Cristiano Ronaldo que encobriu o goleiro Néstor Muslera. Belo gol do craque português, tornando-se artilheiro isolado da atual edição da UEFA Champions League com 9 gols.

Justiça seja feita ao Galatasaray. O time do treinador Fatih Terim jogou de forma destemida no Estádio Santiago Bernabéu, utilizando-se da experiência dos grandes nomes do elenco como Didier Drogba, Felipe Melo, Emmanuel Eboué e do artilheiro Burak Yilmaz.

Se o time turco atacou sem medo dos anfitriões, a defesa mostrou deficiências, especialmente no jogo aéreo.

Foi assim que o Madrid marcou seus outros dois gols.

Aos 29 minutos, Michael Essien cruzou na área, o zagueiro Semih Kaya falhou no tempo da bola e no posicionamento, permitindo o domínio de Karim Benzema para concluir.

Já aos 73 minutos, foi a vez de Xabi Alonso cruzar para o promovido Gonzalo Higuaín finalizar de cabeça.

Além do jogo ruim pelo alto, o Galatasaray contou com má atuação do holandês Wesley Sneijder, algo que prejudicou o desempenho da equipe.

O Real Madrid vai a Turquia com placar agregado em 3×0, transformando a partida de volta em quase uma formalidade. Como disse José Mourinho, o Galatasaray necessitará de um milagre para avançar na competição, porém milagres, às vezes, acontecem no futebol.

 

 

Málaga CF 0x0 Borussia Dortmund

Málaga, Espanha

 

Apesar do placar sem gols em Málaga, a equipe local e o Borussia Dortmund fizeram partida movimentada com muitas oportunidades perdidas por ambas as equipes, principalmente os visitantes que tiveram nas figuras de Mario Götze e Robert Lewandowski como os principais jogadores, mas também como os grandes vilões, simultaneamente, devido às oportunidades perdidas.

O lamento pelos inúmeros gols perdidos no Dortmund
O lamento pelos inúmeros gols perdidos no Dortmund

Na outra ponta, os goleiro Willy Caballero teve apresentação soberba no Estádio La Rosaleda.

O empate sem gols pode ter sido bom para os alemães. Contudo, que a equipe de Jürgen Klopp não se engane. O placar agregado em 0x0 pode ser verdadeira faca de dois gumes, já que empate com gols classificará os espanhóis.

Enquanto isso, o modesto Málaga mantém vivo o sonho de prosseguir na competição europeia.

FANTÁSTICO MESSI CONDUZ ARGENTINA RUMO AO BRASIL EM 2014

Se havia algum resquício de dúvida a respeito das capacidades de Lionel Messi na Seleção Argentina, tal questionamento está dirimido. Tudo por conta do desempenho do super craque do Barcelona nas Eliminatórias Sul americanas para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

Lionel Messi, o maior do mundo

Nas duas últimas datas FIFA utilizadas para a realização das 9ª e 10ª rodadas do torneio para definição dos representantes da CONMEBOL para o mundial brasileiro, Messi marcou contra Uruguai e Chile. Tudo isso sem mencionar os lances geniais e assistências que o mundo pôde desfrutar.

No jogo mais esperado da Eliminatória, Argentina e Uruguai se enfrentaram em Mendoza, Argentina.

Foi partida de iniciativa total dos anfitriões, mas os 3×0 foram construídos somente na 2ª etapa.

Na verdade, os uruguaios resistiram bem à pressão portenha, algo que era quebrado somente quando a bola caía nos pés do imparável Messi que quebrava toda iniciativa defensiva da Celeste.

Jogo quente em Mendoza, como não poderia deixar de ser entre Argentina e Uruguai

Messi abriria o placar somente após a saída do bravo Diego Lugano, lesionado. O zagueiro do Paris Saint Germain, esquecido pelo treinador Carlo Ancelotti, segurava com talento e catimba as investidas argentinas. O veterano Andrés Scotti o substituiria, mas bastaria apenas um minuto sem Lugano em campo para o gol inaugural argentino.

Sérgio Aguero ampliaria e Lionel Messi faria de falta para fechar o placar.

Já na 10ª rodada, os argentinos foram a Santiago para enfrentar o Chile.

Na sequência, a Argentina bateria o Chile em Santiago

A equipe do técnico Cláudio Borghi não foi páreo para a classe argentina. Lionel Messi e Gonzalo Higuaín fizeram os gols argentinos e Felipe Gutierrez diminuiu para os chilenos nos acréscimos.

Com os resultados de ambas as rodadas, os argentinos dispararam na liderança da classificação. Os destaques ficam por conta da vice-liderança do Equador, o fraco desempenho dos uruguaios (campeões sul americanos e melhor seleção do continente na última Copa do Mundo) que amargam o 5º lugar após nova derrota frente à Bolívia por 4×1 em La Paz e do fiasco paraguaio (lanterna com 7 pontos).

Equador empata com Venezuela fora de casa e é vice-líder

Resultados e classificação:

9ª rodada:

Bolívia 1×1 Peru

Colômbia 2×0 Paraguai

Equador 3×1 Chile

Argentina 3×0 Uruguai

 

10ª rodada:

Bolívia 4×1 Uruguai

Paraguai 1×1 Peru

Venezuela 1×1 Equador

Chile 1×2 Argentina

 

Classificação

PG J V E D GP GC S %

1

Argentina

20 9 6 2 1 20 7 13 66,7

2

Equador

17 9 5 2 2 12 9 3 56,7

3

Colômbia

16 8 5 1 2 14 6 8 59,3

4

Venezuela

12 9 3 3 3 8 9 -1 40,0

5

Uruguai

12 9 3 3 3 16 18 -2 40,0

6

Chile

12 9 4 0 5 14 18 -4 40,0

7

Bolívia

8 9 2 2 5 12 14 -2 26,7

8

Peru

8 9 2 2 5 10 15 -5 26,7

9

Paraguai

7 9 2 1 6 6 16 -10  

REAL MADRID LEVA A SUPERCOPA ESPANHOLA

Os campeões

Nada mau para quem começou a temporada com duas derrotas e um empate em três partidas. O Real Madrid responde à pressão precoce do início da temporada e fatura a Supercopa Espanhola ao bater o arquirrival Barcelona por 2×1 no Estádio Santiago Bernabéu, após derrota na primeira perna da decisão em Barcelona (3×2). Com o placar agregado em 4×4, a decisão veio graças ao maior número de gols marcados pelo Madrid fora de casa.

Falando em gols marcados, pesou na decisão o segundo gol merengue marcado por Angel di María graças a falha do goleiro Victor Valdez na partida de Barcelona.

O Madrid precisava dar uma resposta positiva depois do terrível início de temporada oficial. Tratou de fazê-lo e executou o trabalho com perfeição.

Para o Barcelona, os problemas começariam cedo, mais que o esperado. Durante o processo de aquecimento de praxe do pré-jogo, Daniel Alves sentiu dores e foi vetado para a partida. Tito Vilanova teve que armar a equipe de última hora com Jordí Alba na esquerda e Adriano deslocado para a direita.

No Real Madrid, o luso-brasileiro Pepe estava de volta ao time.

O 1º tempo foi uma verdadeira blitz do time de José Mourinho sobre os visitantes. Ao contrário da partida de ida em Barcelona, o Madrid apresentava-se motivado, ligado e determinado a inverter o placar agregado adverso.

O resultado não demoraria a aparecer.

Logo no início, Javier Mascherano falharia e permitiria a conclusão a gol de Gonzalo Higuaín. A cena repetir-se-ia aos 11 minutos de jogo e Higuaín não perderia a nova oportunidade. Gol do Real Madrid.

Gonzalo Higuaín

A defesa catalã estava perdida e, para piorar, o time de Tito Vilanova não conseguia impor seu ritmo de toques rápidos, envolventes e precisos.

Antes dos 20 minutos, o segundo gol do Real Madrid com Cristiano Ronaldo que recebeu lançamento, encobriu Gerard Piqué, avançou e teve calma para escolher onde bater. Valdez ainda tentou a defesa, mas sem sucesso. 2×0 no placar.

Para piorar o que estava difícil, Adriano seria expulso na metade da 1ª parte por derrubar Cristiano Ronaldo. De quebra, para a sorte do Barcelona, Pepe teve gol anulado após cabeceio. Lance duvidoso que deu sobrevida ao Barça.

Sobrevida que tornar-se-ia esperança concreta de reação com o belo gol de falta marcado por Lionel Messi ao apagar das luzes do 1º tempo.

Messi faz gol de falta

Na 2ª etapa, o Barcelona conseguiria melhorar seu jogo, mesmo com dez jogadores, a ponto de empurrar o Real Madrid para seu campo. Os anfitriões seriam perigosos nos contra-ataques.

Tito Vilanova ainda promoveria a estreia de Alex Song (no lugar de Sergio Busquets). O mesmo faria José Mourinho com Luka Modric (saindo Mesut Özil).

No final, O Madrid seguraria os 2×1 e conquistaria sua Supercopa sobre o maior rival.

O Barcelona assistia a premiação do time do local seguramente lamentando e, apesar do fator expulsão de Adriano, questionando a respeito do quê não teria funcionado na engrenagem quase sempre perfeita da equipe.

Estaria já fazendo falta a presença de Josep Guardiola na equipe?

REAL MADRID E PSG SEGUEM SEM VENCER NA EUROPA

Não é incomum no futebol. É isso mesmo que ocorre com dois dos mais endinheirados clubes europeus no início da atual temporada: Real Madrid e Paris Saint Germain jogaram três vezes cada um oficialmente e não venceram nenhuma de suas partidas. Só o futebol para proporcionar tais imponderabilidades.

 

O técnico do PSG Carlo Ancelotti. Três jogos e três empates.

LA LIGA

Getafe 2×1 Real Madrid

Getafe

Em Getafe, próximo a Madri, a equipe local virou o placar para cima do Real Madrid.

A partida teve maior posse de bola por parte dos visitantes. O gol sairia aos 28 minutos de jogo em assistência de Angel di María para Gonzalo Higuaín marcar.

O Madrid teve plenas possibilidades de liquidar a partida, ainda que não fizesse excelente atuação.

Cristiano Ronaldo não marcou em Getafe

O processo de castigo teve início aos 7 minutos do 2º tempo em cobrança de falta de Abdel Barrada que colocou na área para cabeceio de Juan Valera no segundo pau. Partida empatada.

Logo mais, José Mourinho decide lançar a equipe à frente ao trocar Lassana Diarra por Karim Benzema. O Madrid ficou mais próximo do segundo gol, mas deixou espaços atrás.

Aos 74 minutos de jogo, Adrian Colunga passou pela marcação de Albiol, lançou Barrada que tocou e marcou.

Foi a terceira partida do Real Madrid na temporada, duas pela Liga e uma pela Supercopa Espanhola e os Merengues amargam duas derrotas e um empate. É pressão sobre José Mourinho e seus comandados que terão que reverter placar agregado desfavorável em 3×2 contra o Barcelona na próxima quarta-feira no Estádio Santiago Bernabéu.

 

Osasuna 1×2 Barcelona

Pamplona

Jogando em Pamplona, o Barcelona perdia seu jogo debaixo de forte sol de verão graças a gol de Joseba Llorente.

Sem serem brilhantes, os catalães modificaram o placar em 4 minutos durante a 2ª etapa por conta de duas finalizações de Lionel Messi.

O empate foi obra de jogada de Alexis Sánchez, Pedro Rodríguez e Lionel Messi. No final, Pedro tocou para Messi concluir a gol e levantar os protestos do Osasuna referentes a possível impedimento do argentino.

A 10 minutos do final do jogo, Jordí Alba, que havia falhado na marcação do gol do Osasuna, cruza rasteiro para Messi bater no canto com categoria.

Os Blaugranas somam três vitórias em três jogos oficiais na temporada.

 

Valencia 3×3 Deportivo La Coruña

Valencia

Na melhor partida da rodada, o Valencia deixou escapar vitória em casa contra o recém retornado à divisão principal espanhola Deportivo La Coruña.

A dupla atacante valenciana Roberto Soldado e Jonas mostra serviço e é responsável por dois gols do jogo, mas do lado galego Abel Aguilar responde com também dois gols.

Os anfitriões venciam por 3×1, mas permitiram a recuperação dos visitantes na 2ª etapa.

Destaque para o belo gol de Roberto Soldado após lançamento de José Guardado para Jonas que serviu o artilheiro para fazer de voleio.

 

Classificação

Agora, na Liga polarizada entre Real Madrid e Barcelona, os catalães já abrem 5 pontos de vantagem sobre os madridistas. Vantagem nada desprezível.

O intruso da vez na corrida pelo título é o Rayo Vallecano que obteve duas vitórias em dois jogos. Confira:

1) Barcelona            6

2) Rayo Vallecano   6

3) Deportivo             4

4) Mallorca               4

5) Sevilla                  4

6) Málaga                 4

15) Real Madrid       1

 

 

BUNDESLIGA

Teve início a temporada alemã com sua tradicional e fortíssima Bundesliga, a Liga Federal do país.

Lewandowski do Borussia Dortmund. A fantástica Bundesliga com o Signal Iduna Park de Dortmund lotado para recepcionar os atuais campeões na 1ª rodada

E a dupla favorita confirmou as expectativas na rodada inaugural do torneio ao vencerem seus jogos.

 

Borussia Dortmund 2×1 Werder Bremen

Dortmund

Jogando para o fantástico público de 80 mil pessoas na Signal Iduna Park, os locais do Borussia Dortmund e o Werder Bremen fizeram a partida mais esperada da rodada.

E os anfitriões defensores do título marcaram logo aos 11 minutos com Marco Reus, contratado para suprir a ausência de Shinji Kagawa, negociado com o Manchester United.

O Bremen assustou aos empatar a 15 minutos do final com gol de Theodor Gebre Selassie. Situação que forçou o Dortmund a ter que partir para a vitória obtida com gol de Mario Götze aos 36 minutos.

 

Greuther Fürth 0x3 FC Bayern

Fürth

O FC Bayern entra na nova temporada para recuperar a hegemonia nacional perdida para o Borussia Dortmund e tentar chegar a nova final da UEFA Champions League e redimir-se da perda do título em casa para o Chelsea.

Para tanto, nada como iniciar com vitória incontestável sobre o recém chegado na 1ª divisão Greuther Fürth por 3×0 fora de casa.

Thomas Müller, Mario Mandzukic e o auto gol de Thomas Kleine garantiram o placar para o time da Baviera.

 

Outros resultados:

Borussia Mönchengladbach 2×1 TSG Hoffenheim

Freiburg 1×1 Mainz

FC Augsburg 0x2 Fortuna Dusseldorf

Hamburg 0x1 Nuremberg

Eintrach Frankfurt 2×1 Bayer Leverkusen

Stuttgart 0x1 Wolfsburg

Hannover 96 2×2 Schalke 04

 

 

SERIE A

Esvaziado pela saída de astros como Zlatan Ibrahimovic e Thiago Silva, além de combalido pelos mais recentes escândalos de manipulação de resultados investigados a fundo pela Justiça, teve começo a nova temporada do campeonato italiano, a Serie A.

E as surpresas já deram as caras com a derrota do Milan em casa e o empate da Roma também jogando perante sua torcida.

 

Juventus 2×0 Parma

Turim

Jogando no seu Juventus Stadium, a Juve desponta como a única força italiana com alguma possibilidade de fazer frente aos gigantes europeus na UEFA Champions League.

Andrea Pirlo agora com barba ao estilo “o mais velho e experiente da tribo”

Para iniciar a temporada repleta de expectativas internacionais, a Vecchia Signora, sem ter feito partida exuberante, não deu chances à zebra ao bater o Parma.

Os visitantes adotaram a estratégia de jogar fechado e explorar os contra ataques. Tudo sem sucesso.

A Juventus contou com grande atuação de Kwadwa Asamoah, ex-Udinese.

Stephan Lichsteiner e Andrea Pirlo selaram a vitória dos anfitriões.

 

Atalanta 0X1 Lazio

Bergamo

Com grande atuação de Miroslav Klose e belo gol de Hernanes, a Lazio inicia bem fora de casa e busca temporada ainda melhor que a última. O grupo é bom e a equipe romana pode produzir algo de positivo na temporada.

 

Milan 0x1 Sampdoria

Milão

O Milan teve infrutífera maior posse de bola. Sem objetividade nada conseguiu no 1º tempo.

Aos 59 minutos, Andrea Costa marcou para a Samp, forçando os anfitriões a pressionarem com direito a bola na trave de Kevin Prince Boateng.

Robinho saiu lesionado.

Temporada que pode ser frustrante para os rossoneri que leva elenco esvaziado a campo e deposita suas esperanças na boa vontade do presidente do Real Madrid, Florentino Perez, em ceder Ricardo Kaká e Lassana Diarra ao clube. Dia 31 de agosto é a data limite.

 

Palermo 0x3 Napoli

Palermo

Já sem Ezequiel Lavezzi, o Napoli causou boa impressão inicial ao impor contundentes 3×0 sobre o Palermo fora de casa, mostrando que pode manter o forte ritmo da temporada anterior.

O eslovaco Marek Hamsik foi o melhor em campo e abriu o placar no final do 1º tempo.

Christian Maggio e Edinson Cavani garantiram a vitória napolitana.

 

Pescara 0x3 Internazionale

Pescara

Mal havia começado o ano para a Inter e o time de Massimo Moratti já era cornetado em alto e bom som ao ter dificuldades em avançar na Pré-Champions League.

Eis que os Nerazzurri surpreenderam e fizeram três gols fora de casa por obra de Wesley Sneijder, Diego Milito e Phillipe Coutinho.

Vitória alentadora da Internazionale.

 

AS Roma 2×2 Catania

Roma

A Roma precisou buscar o resultado por duas ocasiões em casa para se livrar de derrota contra o Catania.

O drama se intensificou quando o empate definitivo veio somente aos 91 minutos de jogo através de Nicolas López.

 

Outros resultados:

Fiorentina 2×1 Udinese

Chievo Verona 2×0 Bologna

Genoa 2×0 Cagliari

Siena 0x0 Torino

 

 

LIGUE 1

 

Paris Saint Germain 0x0 Bordeaux

Paris

A liga francesa tem assunto único após três rodadas: o Paris Saint Germain. Inicialmente, devido às contratações milionárias do clube controlado pela Qatar Investment Authority (QIA), agora pelo jejum de vitórias.

Ibra tentou, mas não quebrou o encanto de ausência de vitórias do PSG

Fato não inédito no mundo da bola, onde determinado clube investe pesado na formação de uma equipe de craques sem o resultado esperado, o PSG amarga três jogos com três empates. Sim, não perdeu, mas também não venceu e a lei econômica básica reza que maior o risco (investimento), maior o retorno. Claro, o próprio nome já diz: risco. Algo que pressupõe, por outro lado, tombo.

O ponto nevrálgico é a cobrança natural sobre o clube que investiu forte na equipe.

Sim, Thiago Silva, um dos astros em questão, ainda não estreou, ainda assim, empates contra Lorient, Ajaccio e Bordeaux não são indicativos de grandes expectativas para a Champions League, por exemplo.

Na partida de ontem, o melhor do PSG de Carlo Ancelotti foi a tentativa de Zlatan Ibrahimovic em chute rente à trave. Pouco para o novo rico europeu. Paciência será necessária, mas há paciência no mundo dos negócios e do esporte de competição?

 

Resultados:

Evian Thonon Gallard 1×1 Olympique Lyon

OGC Nice 2×2 LOSC Lille

AS Nancy Lorraine 0x1 Toulose FC

ES Troyes Aube Champagne 2×2 FC Lorient

Stade de Reims 1×0 Sochaux

Stade Rennais FC 3×2 SC Bastia

Valenciennes FC 3×0 AC Ajaccio

AS Saint Etienne 4×0 Stade Bertois 29

Montpellier HSC 0x1 Olympique Marseille

 

Classificação:

1)     Olympique Marseille 9

2)     Olympique Lyon        7

3)     Valenciennes             7

4)     Bordeaux                   7

5)     Toulose                     7

15)  PSG                              3

EXÓRDIO DE GALA PARA TITO VILANOVA

Na rodada inaugural da Liga, o fantástico Lionel Messi, que marcou duas vezes, conduz o FC Barcelona a goleada por 5×1 sobre a Real Sociedad no Camp Nou em dia de estreia oficial do técnico Tito Vilanova no comando do time catalão. De quebra, David Villa, após fratura na tíbia e longo afastamento, entra no 2º tempo e encerra os trabalhos do dia.

 

Tito Vilanova, Lionel Messi e David Villa

Não poderia ter sido melhor para Vilanova.

Após merecido descanso estival, o Barcelona iria a campo com craques recuperados e mostraria a mesma atitude vencedora das temporadas anteriores.

Logo aos 4 minutos de jogo, o capitão Carles Puyol, que ficara fora da Eurocopa por lesão, abriria o placar através de cabeceio em cobrança de escanteio.

A Real Sociedad empataria em contra-ataque aos 9 minutos com Chory Castro, mas sem efeitos maiores para o Barça.

Dois minutos mais tarde, em jogada pela esquerda de Cristian Tello, com cruzamento, Messi não consegue dominar, a bola sobra na direita para Pedro Rodríguez que serve novamente o argentino. A capacidade de dribles desconcertantes de Lionel Messi é exibida novamente pelo astro ao passar por dois marcadores e concluir a gol.

Em cinco minutos, novo gol de Messi, mais uma vez após cruzamento de Tello. Era o terceiro do Barça e o segundo de Messi.

E Cristian Tello dava as cartas pela esquerda do ataque catalão. Em nova jogada do Barça, antes do final do 1º tempo, que culminaria por aquele lado, o jovem talento executaria nova assistência, desta vez diretamente para Pedro Rodríguez que concluiria para marcar o quarto gol de sua equipe.

Na 2ª etapa, o Barcelona deu-se ao luxo de diminuir o ritmo. Com o resultado garantido, Tito Vilanova promoveu o retorno de David Villa ao time no lugar de Pedro. E a recompensa viria para Villa com o gol derradeiro do jogo após jogada de Andrés Iniesta.

Vitória maiúscula do Barcelona que serve de aviso a todos. Os blaugranas estão de volta para reconquistar a dinastia perdida na última temporada. Para isso, além do retorno de craques lesionados e do melhor do mundo Lionel Messi, o Barça ainda conta com Jordí Alba, campeão europeu pela Espanha e com o camaronês Alex Song, contratado frente ao Arsenal por 19 milhões de euros.

 

REAL MADRID 1×1 VALÊNCIA

Madri

Se o Barcelona mostrou força em casa, o atual campeão espanhol Real Madrid falhou ao deixar escapar dois importantes pontos na corrida pelo título da Liga contra os catalães ao empatar em 1×1 contra o Valência.

Real Madrid 1×1 Valencia. Cristiano Ronaldo.

Sim, o adversário do Real Madrid era mais difícil, ainda assim, perder pontos em casa, em campeonato de duas equipes gigantescas, não é bom presságio para o título.

Aos 9 minutos, Angel Di Maria lançaria Gonzalo Higuaín em posição legal limite para tentar três disparos com defesas parciais do goleiro Diego Alves. Na terceira tentativa, o gol inaugural.

O Real Madrid teve a posse de bola a todo instante, mas não concretizou em oportunidades claras de gol e arriscou alguns chutes de longa distância quando poderia ter tentado alguma jogada.

O castigo veio aos 41 minutos quando o brasileiro Jonas Gonçalves concluiu de cabeça após cruzamento de bola parada na área. Iker Casillas saiu mal do gol e chocou-se com Pepe. O luso-brasileiro lesionou-se na cabeça e foi removido ao hospital para exames. Prejuízo absoluto para o Madrid no lance. As notícias sobre Pepe são de que o madridista recebeu alta hospitalar nesta segunda-feira.

Na 2ª etapa, ainda haveria lance polêmico de impedimento do atacante Roberto Soldado do Valência. Lance que poderia ter comprometido ainda mais a estreia do Real Madrid.

 

Confira os resultados da 1ª rodada da Liga Espanhola com a rodada encerrando-se hoje:

Deportivo La Coruña x Osasuna (hoje)

Rayo Vallecano x Granada (hoje)

Zaragoza x Valladolid (hoje)

Levante 1×1 Atlético Madrid

Barcelona 5×1 Real Sociedad

Real Madrid 1×1 Valência

Athletic Bilbao 3×5 Real Betis

Celta 0x1 Málaga

Sevilla 2×1 Getafe

Mallorca 2×1 Espanyol