SIR ALEX FERGUSON

Falar de Alex Ferguson é chover no molhado. É lavar um chão que desde o anuncio de sua aposentadoria como treinador vem sendo cravedado de diamantes por todos os cantos do mundo. E assim sendo, vamos por aqui também contribuir com as nossas gotículas. Afinal, trata-se de Sir Alex Ferguson.

Sem firulas, como os times armados pelo treinador, vamos fazer uma rápida passagem pelos feitos e transformações aplicadas por ele junto ao hoje maior clube inglês.

Basta retroceder ao início de sua trajetória nos Red Devils. Lá no longinquo 1986. Até aquela temporada o United era tão somente o 5º maior vencedor do Campeonato Inglês, com as hoje parcas 7 conquistas. Ficava na rabeira de clubes como o Arsenal, Everton e o então supercampeão Liverpool, como suas assombrosas 16 taças. Era ainda igualado pelo Aston Vila.

O United era muito mais um clube que vivia da manifestação de seu passado do que pela ostentação de disputas recentes. Vinte e sete anos depois e Ferguson entrega o cargo fazendo do United a maior máquina financeira entre os clubes do mundo. Mas mais importante do que isso, estabelecido como o bicho papão britânico dos novos tempos. Só de Premier League foram 13 conquistas – TREZE. No mesmo período o maior rival Liverpool emplacou somente duas taças e a diferença que era monstruosa, simplesmente virou para os Reds Devils.

Ferguson foi ainda o comandante nas conquistas de duas Ligas dos Campeões, duas Recopas, cinco Copas da Inglaterra e dois Mundiais de Clubes.

Em um mercado tão volátil e promiscuo como o do futebol, sobretudo para treinadores, que mal completam seus 1º´s anos de contrato, seja por falta de tato dos clubes ou por puladas de cercas dos profissionais, Ferguson é uma ilha que concentra em sí todo o simbolismo do futebol bem planejado e organizado, mas sem que com isso se perca a identificação institucional, sem perder o trato refinado e próximo com o torcedor.

Ferguson transformou um clube “apenas” grande em uma das maiores potencias do esporte em todos os tempos.

 

 


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/t990olqj3thq/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *