ENFIM CAMPEÃO.

E LeBron James finalmente é campeão. Depois de tantas tentativas, tantos tombos necessários para emfim amadurecer, perceber e admitir que estava errado em certas atitudes. Assim como outro astros LeBron James percebeu que nada se ganha sozinho. Afinal o melhor de todos os tempos Michael Jordan teve Scottie Pippen e Dennis Rodman ao seu lado. Magic Johnson teve o maior cestinha de todos Kareem Abdul Jabbar. David Robinson teve Tim Duncan. Shaq teve Kobe que posteriormente Kobe teve Gasol e assim a lista continua.

DWade quando teve Shaq em 2006 o Miami Heat conquistou o primeiro título de sua história, DWade conquistava seu primeiro anel e Shaq seu quarto. Apesar do sucesso da dupla a parceria acabou durando pouco e Shaq que já não era mais o mesmo e acabou indo para o time de Phoenix. Desde então o Miami vinha sempre caindo diante dos maiores rivais e deixou de ser aquela potência. Em Toronto Chris Bosh também amargurava péssima campanhas com o Raptors, o que até ai não era nenhuma novidade para ninguém.

Já em Cleveland, LeBron James chegou a sua primeira final da NBA em 2007, toda mídia já apontava os Cavaliers como campeão e que LeBron James de fato era o novo rei da NBA. Mas não foi isso que aconteceu, muito pelo contrário, os Cavaliers foram varridos das finais pelos Spurs de Tim Duncan e Tony Parker. Muito foi dito que a causa da vergonhosa derrota se devia ao fato que James não tinha o apoio de um bom pivô. Não tinha alguém de alto nível para formar uma dupla imbatível. Na temporada 2009-2010 o Cleveland Cavaliers pareceu ter escutado todo esse buzz e trouxe para o time Shaquille O’Neal para ajudar LeBron. Infelizmente para Cleveland a mudança não surgiu efeito e os Cavaliers acabarem sendo eliminados pelos Celtics nos playoffs onde foi a última vez que LeBron vestiu a camisa de Cleveland.

Mudança para Miami.

Com a jogada do legendário Pat Riley o Miami trouxe LeBron e Chris Bosh para formar um super time e conquistar muitos títulos para a franquia. Como sabemos, na primeira tentativa isso não aconteceu. Miami perdeu as finais para o Dallas por diversos problemas: falta de entrosamento, falta de um pivô, falta de um bor armador e briga de egos entre os astros. Mas para mim o motivo é bem mais simples, o Dallas Mavericks jogaram muito mais que Miami, Dirk, Chandler e Jason Kidd fizeram performances praticamente perfeitas.

Neste ano vimos um Miami Heat diferente, Mario Chalmers que melhorou muito neste ano assumiu a posição de titular definitivo. Udonis Haslem se recuperou de lesão e conseguiu continuar com o bom trabalho. Draftou Norris Cole, um ótimo rookie com um futuro promissor pela franquia. E com certeza a movimentação do ano foi trazer o ala Shane Battier que é conhecido pela sua ótima defesa e de vez em quando acerta suas bolinhas de três (de vez em quando que virou quase sempre nessa temporada). Com essas mudanças só restava agora o big 3 se entrosar, se os erros do passado não iriam se repetir. DWade aceitou de vez que é agora o segundo em comando no time, muito pelo fato de estar sofrendo muitas contusões e também de ver que LeBron estava jogando em um nível mais alto. Com uma temporada regular de mais altos do que baixo LeBron James conquistou com méritos seu terceiro prêmio de MVP. Já nos playoffs o Heat teve como maior obstáculo o veterano time de Boston, aqui quero destacar que caso Chris Bosh não tivesse voltado a tempo da contusão, hoje o time de Miami não seria campeão.

Redenção.

As finais para o Miami não começaram muito bem, tomaram um sapeco do OKC deixando os fãs novamente apreendidos. Seria LeBron James o novo Karl Marlone?

A partir do segundo jogo o Miami implantou um esquema de defesa que não falhou mais. OKC não conseguia fazer sua principal caracteristica, o jogo de transição rápida. LeBron assumiu o posto de assistente do time e deixou de lado os jump shots para somente trabalhar no garrafão. Teve grande ajuda de seus companheiros principalmente nas bolas de três onde finalmente depois de quatro vitórias seguidas conquistou seu primeiro anel.

Com certeza foi um prêmio merecidissimo para o Miami Heat, e equipe toda jogou muito bem e se esforçou ao máximo. Assim como vimos com os Bull, Lakers e Spurs podemos estar presenciando um começo de uma nova dinastia na NBA. Assim como disse o legendário Pat Riley “Acreditamos que construímos um time vai estar por aqui por um bom tempo, e o nosso objetivo e o que esperamos é chegar as finais todos os anos”.

Parabéns Miami Heat por o seu segundo título da história da franquia.

Confira agora alguns números dessas finais:

LeBron James converteu 143 pontos, 51 rebotes e 37 assistências no total. Maior jogador do Heat nas três categorias.

Shane Battier converteu 15 bolas de três no total.

Mike Miller no jogo 5 converteu 6 bolas de três em 7 tentativas.

Chris Bosh acertou 15 lances livres de 17 no total.

Mario Chalmers foi o jogador com maior roubada de bolas, são 9 no total.

Até a próxima ferozes. See ya.

@alan_rocket.


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/t990olqj3thq/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *