Estádio do Corinthians, não da Copa

Essa é a maquete.

Eu seria louco se dissesse que não quero que o Corinthians tenha seu estádio. Especialmente este, num local em que está concentrada grande parte da torcida, e onde há muito tempo se espera por esta construção.

Mas sabe, eu não queria que a coisa partisse para o nível da picuinha, do egocentrismo de dirigentes, da ideia de conseguir a qualquer custo.

Porque sinceramente, há muito tempo o termo “Seleção Brasileira” está desgastado, e 99,99% disso deve se aos mandos e desmandos do presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira. E é justamente a este Ricardo Teixeira que o presidente do Corinthians, Andres Sanchez resolveu se aliar para alcançar o objetivo de construir um estádio para o Timão. Só que por muito tempo, o estádio não será exatamente “do Timão”. Primeiro porque não ficará pronto a tempo de participar do “teste” para a Copa do Mundo, que é a Copa das Confederações. Segundo porque – de acordo com as últimas notícias – o Corinthians provavelmente só poderá fazer uso do estádio após 2015, após a Copa.

Então, eu me pergunto se vale mesmo a pena tanta pompa em torno de um estádio. O que me preocupa são os acordos duvidosos que são firmados, os investimentos exagerados e o uso de dinheiro público para uma obra que – ok, depois vai ficar para uso do clube, mas que talvez não precisasse assumir esse aporte financeiro. Até porque lá na frente a conta pode sair cara, tanto no quesito financeiro como no que diz respeito à reputação do Corinthians, afinal assim como sempre se fala da ajuda do governo estadual para construir o estádio de um de nossos rivais, todo esse arsenal de argumentos deve se voltar contra o Fielzão, palco da abertura da Copa de 2014.

Enfim, o que quero dizer é que acho importante que exista o estádio do Corinthians, e a construção do Fielzão é sim um enorme passo. Mas não precisava ser o estádio da Copa. Pelo menos não de uma Copa que envolva assuntos tão controversos.

Aí eu me deparo com a declaração do diretor de marketing do Corinthians, Luiz Paulo Rosemberg, de que o Morumbi seria a solução para a Copa do Mundo, e que CBF, Fifa e Governo pediu pelo amor de Deus para que a abertura da Copa fosse no estádio do Corinthians, e por isso foi aprovada esta parceria público-privada em torno da construção. Bem, além de achar que tal declaração ainda vai dar muito pano pra manga, acho que é no mínimo uma forma de sair pela tangente de um questionamento a respeito dos gastos acerca da construção.


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/t990olqj3thq/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Uma ideia sobre “Estádio do Corinthians, não da Copa”

  1. Sou corinthiano desde que o medico, na hora do parto beteu na minha bonda, no lugar de chora, eu gritei timão eo timão ai foi a quela alegria todos ospital
    como sou a chora pois tinha nascido um corinthiano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *