A volta de Odom à L.A. e as últimas do Oeste!

A conferência Oeste segue movimentada e pode ficar mais forte futuramente. Dwight Howard do Orlando Magic pediu uma troca para a direção do time antes do início da temporada, informando inclusive que não iria renovar contrato com a equipe da Flórida. Oficialmente, o pivô do Magic deixou através de seu agente três times como opções para que o negócio acontecesse que seriam o Lakers, Mavericks ou Nets. Esta semana ele teria adicionado mais uma equipe no mix, e trata-se do Los Angeles Clippers.

Segundo os rumores, ele estaria curioso sobre a possibilidade de jogar junto com o armador Chrys Paul e o ala Blake Griffin. A boa campanha do time da Califórnia, com 7 vitórias e 3 derrotas também seria um fator fundamental para o desejo de atuar por lá. Entretanto, o gerente geral do Orlando Otis Smith disse aos jornais locais que não foi procurado por nenhum representante do jogador com esta possibilidade de expandir a lista. Questionado sobre o caso, Howard continua com o discurso de que está concentrado em sua atual equipe. “No momento, eu sou Magic”, disse ele. “E isso é o que importa”, resumiu.

Por falar em jogador trocando de lado, ontem tivemos um encontro especial na rodada. O Dallas Mavericks foi à Los Angeles enfrentar o Lakers, e Lamar Odom, ex-jogador do L.A. agora com o Mavs, foi ovacionado pela torcida no Staples Center ao entrar no jogo. O jogador acenou e agradeceu a homenagem visivelmente emocionado, porém, o ponto negativo foi que a partida não ajudou em nada o clima que antecedeu o tip-off. O placar final de 73 a 70 para o Lakers mostrou a dificuldade que os times tiveram de converter arremessos. “As duas equipes proporcionaram um jogo horrível”, disse Dirk Nowitzki, estrela do Dallas. Apenas nos últimos segundos que a emoção do placar apertado deixou o jogo mais atrativo. Com uma cesta de Jason Terry da cabeça do garrafão, o Dallas empatou o placar em 70 pontos, mas o predestinado Derek Fisher mais uma vez salvou o Lakers, com uma bomba de três com pouco mais de 3.1 segundos para acabar o jogo. Vince Carter do Mavs não conseguiu fazer o mesmo no último arremesso e o L.A. venceu a partida. “É isso que eu faço”, disse Fisher, confiante. “Quando oportunidades assim aparecem, eu confio na minha habilidade de assumir o risco e fazer a jogada certa. Tenho tido sorte na minha carreira de converter algumas cestas como esta”, explicou.

Lamar Odom reencontrou Kobe Bryant e seu ex-time em Los Angeles

O San Antonio Spurs venceu o Phoenix Suns ontem à noite, e, apesar do nome do time adversário, quem parece renascer das cinzas é o ala de força do Spurs Tim Duncan. O veterano jogador de 35 anos vem atuando bem e ajudou o San Antonio a manter-se invicto em seus domínios. “Especialmente neste verão, eu trabalhei muito para ampliar o meu aproveitamento nos arremessos de longa distância”, disse ele. Quem diria hein, duas vezes MVP da Liga, 13 vezes All-Star e ainda trabalhando em seu jogo. Um exemplo.

Sobre negócios, o Thunder tem até o dia 25 de janeiro para assinar uma extensão contratual com o armador Russell Westbrook, e fontes dizem que a coisa não está tão fácil assim. O time de Oklahoma também tem a preocupação de preservar espaço na folha salarial para renovar com o reserva sensação James Harden e o titular Serge Ibaka para o próximo ano.  Dependendo de suas atuações, inclusive se for considerado o melhor armador da Liga, Westbrook pode demandar uma extensão de até U$94 milhões por 5 anos. O Thunder espera fechar negócio pelo mesmo período, porém, por “apenas” U$80 milhões.

Por falar em Thunder, uma pesquisa sobre a disputa pelo MVP desta temporada foi divulgada esta semana. De acordo com este trabalho, foi perguntado aos gerentes gerais das franquias da NBA em qual jogador votariam no prêmio. Kevin Durant foi o preferido, com 55,6% dos votos, enquanto que Lebron James do Heat foi o segundo com 44.4%. Se fosse para escolher um jogador para começar uma reestruturação na franquia, houve empate entre Durant e James, com 37% cada.  O time ideal dos gerentes seria Derrick Rose na armação junto com Dwyane Wade, nas alas Lebron James e Dirk Nowitzki e no centro Dwight Howard.

Você concorda?? Comentem FEROZES! Até o próximo Post!


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/t990olqj3thq/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *