O “FANTASMA” ESTÁ DE VOLTA AO CANINDÉ.

No princípio de noite da última quarta (29), em Mogi Mirim, contra a equipe da casa, a Portuguesa conheceu sua 4° derrota na competição estadual. Apresentando um futebol fraco e previsível (como tendo sido de praxe nesta edição do Paulistão 2012), os comandos do técnico Jorginho não suportaram a pressão e foram derrotados por 3 a 1 pelo time presidido por Rivaldo. O meia Felipe, que pertence ao Palmeiras, foi o grande destaque do jogo. No próximo sábado, as 18h30, a Lusa encara a fraca equipe do Catanduvense, no Canindé, com a obrigação de vencer. A mesma encontra-se atualmente na 12° colocação, a 3 pontos do 8° colocado Mirassol. Teoricamente ainda há chances de classificação, mas convenhamos, o Paulistão está prestes a ir pro espaço!

VELHOS PROBLEMAS

Já se passaram 11 rodadas e o que parecia que daria certo e encheria os olhos do torcedor, se transformou em um verdadeiro pesadelo e temor para o futuro. A Portuguesa, como já tenho dito aqui há vários posts, vem decepcionando seu torcedor de maneira vexatória, que cercada de expectativas pela ótima campanha, ano passado no Brasileirão da Série B, onde foi campeã desempenhando um belo futebol, começou 2012 totalmente diferente e perdida dentro das quatro linhas. Tudo bem que, dois dos melhores jogadores foram negociados, mas nada se justifica ao péssimo início de temporada lusitano, já que a base é praticamente a mesma.

A diretoria, que tempos atrás parecia se entender e rumar para o mesmo lado, já está batendo cabeças. A última presepada foi no duelo frente ao Corinthians, pela 9° rodada da competição. O jogo estava marcado para o Canindé, com mando obviamente da dona da casa, mas…“oras pois, pois” o grande Manuel da Lupa, presidente da agremiação lusitana, teve a coragem e a cara de pau de mudar o mando da partida apenas para lucrar algumas moedas à mais, pensando é claro, na lotação máxima da torcida adversária no estádio. Final das contas: derrota por 2 a 0 para o “visitante” alvinegro e público de 6 mil pessoas. Atitude deprimente por parte do Sr. da Lupa; típica de dirigente de time pequeno!

Dentro de campo, tenho a sensação de que os jogadores não estão se entendendo. Ou será que estão fazendo corpo mole? Realmente não sei, mas…Guilherme, um dos melhores e mais badalados jogadores do elenco, tem desempenhado um futebol daqueles de se duvidar. Acredito que os “donos do futebol de hoje”, (os empresários!) tem feito a cabeça do garoto, que esqueceu de jogar bola e tem merecido um bom chá de banco.

Jorginho é o menos culpado. Menos mesmo! É claro que ele tem sua parcela de culpa no desempenho abaixo do esperado por parte de sua equipe. Tanto é, que o ex-jogador e hoje técnico da Lusa, tem insistido em escalar alguns atletas de futebol duvidoso, como: Renato, Léo Silva, Henrique e Danilo. Porém, nada justifica a pressão que o treinador tem sofrido por parte da torcida e imprensa, pois muitos agora se esquecem, mas foi ele quem fez ressurgir a paixão, já fria no coração dos torcedores, com o título sensacional da Série B. E outra: tiraram-lhe os melhores jogadores que tinha à disposição. É como diz aquele velho ditado: “Sem ovos, não se faz omelete”. Creio que empenho da parte do “pequeno Jorge” não tem faltado e não vai faltar, se é que ele vai resistir a esta dura cina e continuar no comando da equipe. Continuo insistindo: a falta de vontade dos jogadores e a montagem equivocada do elenco tem sido fundamentais para o insucesso do clube. É necessário uma reunião do grupo junto à diretoria para saber qual jogador está realmente afim de jogar pela Lusa. Serie A ta logo ali!

Falando em Série A, caso continue assim, a Portuguesa será de longe, uma das favoritas a voltar para o lugar que se acostumou nos últimos anos: a SEGUNDA DIVISÃO. O “fantasma” está de volta ao Canindé!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *