LIVERPOOL E MILAN NA BERLINDA E OUTRAS CONFUSÕES NA EUROPA

Eles fizeram duas finais de UEFA Champions League há não muito tempo assim. Eles, juntos, possuem 12 títulos da mesma UCL. Eles são os grandes expoentes históricos internacionais de Inglaterra e Itália. Contudo, agora, eles enfrentam situações complicadas em seus respectivos ambientes domésticos nesta primeira metade de temporada europeia.

Brendan Rodgers lamenta

Sim, caro leitor, falamos dos gigantes Liverpool FC e AC Milan.

 

English Premier League: Liverpool perde clássico

Em tempos de anúncio de aposentadoria de John Terry da Seleção Inglesa, dois clássicos marcaram a 5ª rodada da EPL.

Em Anfield, a equipe do Liverpool recebeu o Manchester United.

Situação incômoda na tabela colocava pressão nos ombros dos anfitriões e o técnico Brendan Rodgers tratou de lançar sua equipe ao ataque contra o United.

E, de fato, o 1º tempo foi de predomínio das ações por parte do Liverpool. Tudo caminhava muito bem até os 40 minutos de jogo.

Aí veio o polêmico lance de suposta falta de Jonjo Shelvey sobre Jonny Evans seguido de expulsão para o jogador do Liverpool.

Expulsão de Shelvey alterou panorama da partida

O panorama da partida modificar-se-ia para a 2ª etapa. Entretanto, apesar do revés, os locais demonstrariam luta e conseguiriam o gol inaugural através de Steven Gerrard logo aos 46 minutos.

Alegria da torcida que duraria pouco, pois Rafael empataria para o Manchester United em cinco minutos de ação pós gol de Gerrard.

Só que o velho esporte bretão é cruel com aqueles que sofrem de má fase. Esqueça os méritos, a luta, determinação. A 10 minutos do final, Robin Van Persie marcaria o gol definitivo em penalidade máxima.

Vitória do United que afunda o Liverpool na tabela. O indigno 18º lugar torna-se mais que um incômodo. O sinal está mais que vermelho pelos lados de Anfield e, para piorar o drama, coroa período negativo do clube cinco vezes campeão da UEFA Champions League que não vem de hoje.

Difícil assimilar tal espiral negativa após a inesquecível conquista da UCL da temporada 2004-2005 quando o Liverpool mostrou ao mundo poder de recuperação único frente ao Milan em Istambul (de derrota parcial de 3×0 para empate final em 3×3) para conquistar a taça nas penalidades. E mesmo o vice-campeonato europeu de duas temporadas mais tarde, na noite da vingança milanista em Atenas (vitória do Milan por 2×1).

Exatamente em 2007 começariam os problemas internos do Liverpool.

Naquele ano, o clube seria vendido para os empresários estadunidenses George Gillett e Tom Hicks. Acordo que incluiria valor de £218,9 milhões. Gillett e Hicks pagariam £5 mil por ação do clube (perfazendo um total de £174,1 milhões do total e £44,8 milhões para cobrir as dívidas do clube).

Na sequência, haveria discórdias entre Gillett e Hicks, bem como falta de apoio da torcida em relação à administração da dupla de investidores. Pressão que levaria a novo processo de venda do Lierpool.

A confusão teria continuidade quando os credores do Liverpool  (leia-se Royal Bank of Scotland) decidem levar a dupla dinâmica de gestores aos tribunais com o intuito de forçar a diretoria a aprovar nova venda do clube.

Com a justiça dando ganho de causa aos credores, o caminho estava aberto para o Liverpool se livrar de George Gillett e Tom Hicks. E, assim foi feito.

Em 2010, o Liverpool teria novos patrões. Por £300 milhões a empresa também estadunidense de investimentos esportivos Fenway Sports Group, que tem como acionistas o grupo de mídia New York Times e o astro de basquete da NBA LeBron James entre outros e proprietário da equipe profissional de beisebol Boston Red Sox, assumia o controle do Liverpool FC.

A avalanche de mudanças e incertezas cobraria seu preço que se resumiria a afastamento da disputa de títulos.

Agora, parece que isso não foi o suficiente.

Com a derrota de sábado frente ao Manchester United, o Liverpool, em queda livre, chega ao 18º lugar com apenas 5 pontos. Situção muito mais que preocupante. Steven Gerrard pede calma e reitera total cofiança na recuperação. Fato é que, por ora, o mal está feito e a crise instalada.

Já reza o folclore que desgraça pouca é bobagem. Não bastasse a má fase do Liverpool, eis que o arquirrival local, Everton, faz ótima campanha na temporada. Desta feita, a equipe do técnico David Moyes foi a Gales para derrotar o Swansea City por implacáveis 3×0. Destaque para Malouane Fellaini.

Os campeões do Manchester City receberam o Arsenal e, apesar de saírem na frente no placar com gol de Joleon Lescott, viram os Gunners dominarem as ações no 1º tempo. Na etapa final, Laurent Koscielny empataria para os visitantes.

Confira os resultados e a classificação após a 5ª rodada da EPL:

 
Tottenham Hotspur 2 – 1 QPR
Manchester City 1 – 1 Arsenal
Newcastle United 1 – 0 Norwich City
Liverpool 1 – 2 Manchester United
Chelsea 1 – 0 Stoke City
West Ham United 1 – 1 Sunderland
Wigan Athletic 1 – 2 Fulham
West Bromwich Albion 1 – 0 Reading
Southampton 4 – 1 Aston Villa
Swansea City 0 – 3 Everton

Classificação:

Times P J V E D GP GC SG %
1 Chelsea Chelsea 13 5 4 1 0 9 2 7 86
2 Manchester United Manchester United 12 5 4 0 1 12 6 6 80
3 Everton Everton 10 5 3 1 1 9 5 4 66
4 West Brom West Brom 10 5 3 1 1 7 4 3 66
5 Arsenal Arsenal 9 5 2 3 0 9 2 7 60
6 Fulham Fulham 9 5 3 0 2 12 7 5 60
7 Manchester City Manchester City 9 5 2 3 0 10 7 3 60
8 Tottenham Hotspur Tottenham Hotspur 8 5 2 2 1 8 6 2 53
9 West Ham United West Ham United 8 5 2 2 1 5 4 1 53
10 Newcastle United Newcastle United 8 5 2 2 1 6 6 0 53
11 Swansea Swansea 7 5 2 1 2 10 7 3 46
12 Sunderland Sunderland 4 4 0 4 0 4 4 0 33
13 Stoke City Stoke City 4 5 0 4 1 4 5 -1 26
14 Aston Villa Aston Villa 4 5 1 1 3 5 9 -4 26
15 Wigan Athletic FC Wigan Athletic FC 4 5 1 1 3 5 10 -5 26
16 Southampton Southampton 3 5 1 0 4 9 15 -6 20
17 Norwich City Norwich City 3 5 0 3 2 2 8 -6 20
18 Liverpool Liverpool 2 5 0 2 3 4 10 -6 13
19 Queens Park R Queens Park R 2 5 0 2 3 3 11 -8 13
20 Reading Reading 1 4 0 1 3 4 9 -5 8

 

Serie A: Nova derrota milanista põe em risco cargo de Allegri

E o Milan começa a pagar o preço pelo desmanche promovido no último verão.

Nova derrota milanista, agora em Udine

Verdade seja dita, boa parte do êxodo milanista é devido à necessidade de renovação do elenco até então envelhecido. Nessa leva, foram-se Clarence Seedorf, agora no Botafogo e Alessandro Nesta, no Montreal. Em termos de perdas de fato, que sejam contabilizadas as saídas de Zlatan Ibrahimovic e Thiago Silva para o Paris Saint Germain em troca de muito dinheiro. Tudo isso sem mencionar as constantes lesões de Alexandre Pato e as incertezas eternas a respeito de Robinho no mundo rossonero.

Ingredientes ideais para a campanha medíocre de 3 derrotas e uma vitória em 4 rodadas que faz com que a equipe de Silvio Berlusconi ocupe o 15º lugar na Série A, além de ridículo empate contra o Anderlecht por 0x0 em casa pela Champions League.

O último fracasso foi em Udine onde os locais da Udinse fizeram 2×1.

Crise instalada precocemente que traz à tona certa busca por bodes expiatórios pelos lados de Milanello.

Em tal ambiente, só poderia sobrar para o treinador. Sim, Massimiliano Allegri está a perigo. Berlusconi não estaria feliz com seu técnico.

Não se esperam grandes feitos do Milan na UCL. Para muitos, se passar para a fase seguinte no torneio, já terá sido lucro.

Mais que tudo, o caso Milan é a exemplificação da decadência do calcio, outrora o melhor do mundo.

Problemas italianos que não se limitam ao Milan, já que a rival Internazionale volou a perder em casa por 2×0 para o Siena em meio a admissão, por parte de Massimo Moratti, de crise financeira instalada no clube.

Caminho aberto para novo título da Juventus com alguma esperança de comptitividade por parte da Lazio, apesar da derrota em casa para o Genoa por 1×0.

Patético foi o ocorrido em Cagliari, cuja partida entre Cagliari e Roma foi adiada após o presidente do clube anfitrião, Massimo Cellino, ter ignorado determinação das autoridades locais de realizar a partida a portas fechadas no Estádio IS Arena ao conclamar torcedores a marcarem presença. O estádio, inaugurado no último verão, não passou por todos os testes de segurança até o momento. Confusão instalada e, no final, partida adiada.

Resultados e classificação:

Parma 1×1 Fiorentina

Juventus 2×0 Chievo Verona

Sampdoria 1×1 Torino

Cagliari x Roma (adiado)

Atalanta 1×0 Palermo

Bologna 1×1 Pescara

Catania 0x0 Napoli

Internazionale 0x2 Siena

Udinese 2×1 Milan

Lazio 0x1 Genoa

Times P J V E D GP GC SG %
1 Juventus Juventus 12 4 4 0 0 11 2 9 100
2 Napoli Napoli 10 4 3 1 0 8 2 6 83
3 Lazio Lazio 9 4 3 0 1 7 2 5 75
4 Sampdoria Sampdoria 9 4 3 1 0 7 4 3 75
5 Roma Roma 7 4 2 1 1 10 6 4 58
6 Fiorentina Fiorentina 7 4 2 1 1 6 4 2 58
7 Inter de Milão Inter de Milão 6 4 2 0 2 6 5 1 50
8 Genoa Genoa 6 4 2 0 2 6 6 0 50
9 Atalanta Atalanta 5 4 2 1 1 3 2 1 41
10 Catania Catania 5 4 1 2 1 5 6 -1 41
11 Torino Torino 4 4 1 2 1 4 3 1 33
12 Parma Parma 4 4 1 1 2 4 6 -2 33
13 Udinese Udinese 4 4 1 1 2 6 9 -3 33
14 Bologna Bologna 4 4 1 1 2 5 8 -3 33
15 Milan Milan 3 4 1 0 3 4 5 -1 25
16 Chievo Chievo 3 4 1 0 3 3 7 -4 25
17 Cagliari Cagliari 2 4 0 2 2 2 7 -5 16
18 Pescara Pescara 1 4 0 1 3 3 10 -7 8
19 Palermo Palermo 1 4 0 1 3 1 8 -7 8
20 Siena Siena -1 4 1 2 1 5 4 1 -9

 

La Liga: Barça não joga bem, mas sobra

Na Espanha, o Barcelona parece não ter mais o mesmo ímpeto das duas últimas temporadas e, se venceu outra (2×0 no Granada) e manteve os 100% de aproveitamento, o futebol continua abaixo do esperado.

Não bastasse a confusão italiana em Cagliari, a bizarrice estendeu-se pelos arredores de Madri. O jogo era entre Rayo Vallecano e Real Madrid no domingo.  Eis que a partida é transferida para a segunda-feira devido a cortes encontrados nos cabos elétricos dos refletores do estádio Vallecas. Segundo o presidente do Rayo Vallecano, Martin Presa, o ato teria sido obra de sabotagem. O Madrid venceu por 2×0 finalizando boa semana com vitórias na Champions e na Liga, mas a tosquice entra para os anais da história. Pois é, se fosse no Brasil…

Resultados da 5ª rodada:

Zaragoza 3×1 Osasuna

Celta 2×1 Getafe

Betis 1×0 Espanyol

Barcelona 2×0 Granada

Mallorca 2×0 Valencia

Levante 2×1 Real Sociedad

Atlético Madrid 2×1 Valladolid

Athletic Bilbao 0x0 Málaga

Rayo Vallecano 0x2 Real Madrid

Deportivo 0x2 Sevilla

Classificação:

Times P J V E D GP GC SG %
1 Barcelona Barcelona 15 5 5 0 0 14 3 11 100
2 Mallorca Mallorca 11 5 3 2 0 7 3 4 73
3 Málaga Málaga 11 5 3 2 0 6 2 4 73
4 Sevilla Sevilla 11 5 3 2 0 6 2 4 73
5 At. Madrid At. Madrid 10 4 3 1 0 11 5 6 83
6 Betis Betis 9 4 3 0 1 8 5 3 75
7 Real Madrid Real Madrid 7 5 2 1 2 7 4 3 46
8 Rayo Vallecano Rayo Vallecano 7 5 2 1 2 6 7 -1 46
9 Levante Levante 7 5 2 1 2 7 9 -2 46
10 Deportivo de La Coruña Deportivo de La Coruña 6 5 1 3 1 7 7 0 40
11 Celta de Vigo Celta de Vigo 6 5 2 0 3 6 6 0 40
12 Zaragoza Zaragoza 6 5 2 0 3 5 6 -1 40
13 Valladolid Valladolid 6 5 2 0 3 4 5 -1 40
14 Real Sociedad Real Sociedad 6 5 2 0 3 6 9 -3 40
15 Valencia Valencia 5 5 1 2 2 6 8 -2 33
16 Athletic de Bilbao Athletic de Bilbao 5 5 1 2 2 8 12 -4 33
17 Getafe Getafe 4 5 1 1 3 6 10 -4 26
18 Granada C.F Granada C.F 2 5 0 2 3 2 8 -6 13
19 Espanyol Espanyol 1 5 0 1 4 7 11 -4 6
20 Osasuna Osasuna 1 5 0 1 4 3 10 -7 6

 

Ligue 1: PSG embala

Após vitória convincente na estreia da Champions League, o Paris Saint Germain obtém vitória por goleada fora de casa contra o Bastia (4×0) e começa mostrar seu esperado poder de fogo depois de investimentos milionários feitos no clube. Destaque para Zlatan Ibrahimovic que marcou duas vezes.

Ibra e Menez. PSG embala.

Classificação:

Time PG J V E D GP GC SG (%)
1 Olympique 18 6 6 0 0 9 1 8 100
2 Lyon 14 6 4 2 0 12 5 7 78
3 PSG 12 6 3 3 0 10 3 7 67
4 Lorient 12 6 3 3 0 12 7 5 67
5 Reims 10 6 3 1 2 8 5 3 56
6 Bordeaux 10 6 2 4 0 7 5 2 56
7 Toulouse 9 6 2 3 1 7 7 0 50
8 Brest 9 6 3 0 3 7 11 -4 50
9 Valenciennes 8 6 2 2 2 7 5 2 44
10 Saint-Etienne 7 6 2 1 3 10 6 4 39
11 Nice 7 6 1 4 1 8 7 1 39
12 Lille 7 6 1 4 1 8 8 0 39
13 Ajaccio 6 6 2 2 2 5 7 -2 33
14 Sochaux 6 6 2 0 4 7 10 -3 33
15 Bastia 6 6 2 0 4 7 16 -9 33
16 Montpellier 5 6 1 2 3 7 9 -2 28
17 Evian 4 6 1 1 4 6 8 -2 22
18 Rennes 4 6 1 1 4 7 11 -4 22
19 Nancy 4 6 1 1 4 2 8 -6 22
20 Troyes 2 6 0 2 4 6 13 -7 11

 

Bundesliga: Bayern volta a ser hegemônico

O Bayern foi a Gelsenkirchen e aplicou 2×0 no popular Schalke 04. Grande vitória fora de casa que o coloca na liderança. Já os campeões do Borussia Dortmund veem sua supremacia esvair-se após nova derrota, agora para o Hamburgo por 3×2 fora de casa.

Grande campanha faz o Eintracht Frankfurt. A equipe do centro financeiro alemão fez 2×1 no Nuremberg fora de casa e está nos calcanhares do Bayern na tabela.

A Alemanha realiza nova rodada no meio desta semana.

Classificação:

Time PG J V E D GP GC SG (%)
1 Bayern de Munique 12 4 4 0 0 14 2 12 100
2 Eintracht Frankfurt 12 4 4 0 0 11 4 7 100
3 Hannover 96 7 4 2 1 1 10 7 3 58
4 Borussia Dortmund 7 4 2 1 1 8 5 3 58
5 Schalke 04 7 4 2 1 1 7 5 2 58
6 Nuremberg 7 4 2 1 1 6 5 1 58
7 Fortuna Düsseldorf 6 4 1 3 0 2 0 2 50
8 Freiburg 5 4 1 2 1 6 6 0 42
9 Borussia Mgladbach 5 4 1 2 1 5 5 0 42
10 Wolfsburg 5 4 1 2 1 2 5 -3 42
11 Werder Bremen 4 4 1 1 2 7 7 0 33
12 Mainz 05 4 4 1 1 2 4 5 -1 33
13 Bayer Leverkusen 4 4 1 1 2 4 6 -2 33
14 Greuther Fürth 4 4 1 1 2 2 6 -4 33
15 Hamburgo 3 4 1 0 3 5 8 -3 25
16 Hoffenheim 3 4 1 0 3 7 12 -5 25
17 Stuttgart 2 4 0 2 2 3 9 -6 17
18 Augsburg 1 4 0 1 3 1 7 -6 8

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/t990olqj3thq/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *