Arquivo da categoria: Sampa Noise

QUANDO NEM MESMO A “RIQUEZA” E A SOBERBA TRAZ COMIDA PRA MESA

O time da Fé, como é conhecido pelos seus torcedores está virando o time da piada, pelo menos para seus rivais. O São Paulo que entra ano e saí ano faz contratações emblemáticas e midiáticas não consegue jogar sequer 1 tempo inteiro de forma segura. A eliminação na Copa do Brasil de 2014 foi somente mais uma prova de que o problema no São Paulo é muito maior do que dentro das 4 linhas e nos 11 jogadores que ali estão. Bragantino se sentiu em casa e ganhou do time do Morumbi de 3 X 1 de virada. Juvenal Juvêncio não está mais no São Paulo mas a foto ilustra o que ele e outros tantos estão fazendo com o Tricolor, deixando a arrogância tomar conta de tudo e não enxergando as deficiências de um Clube que já foi Modelo Padrão no Futebol Brasileiro (Alguém ainda acha que está tudo sob controle?).

 

São Paulo tem Rogério Ceni, Rafael Tolói, Álvaro Pereira, Souza, Denílson, Ganso, Kaka, Pato, Osvaldo, Allan Kardec e Luis Fabiano. Citei exatos 11 jogadores que com o nome poderiam ser titulares em grande parte dos times do Brasil. Não vamos nem citar o salário que cada um possui pois ai já seria entrar em outros méritos, como quem o contratou e a forma que foi feito o contrato.

Desde que Juvenal assumiu a Presidência do São Paulo se assoberbou, isso mesmo, a arrogância passou a ser fator predominante e a busca por títulos passou a ser segundo plano. Juvenal entrou, se reelegeu duas vezes, mudou o estatuto, veio Aidar e nada mudou, a escola continua com os mesmos ensinamentos. É preferível olhar o quintal do vizinho e ver que um jogador está insatisfeito com a forma que estão negociando sua permanência e de certa forma aliciá-lo e trazê-lo para o Majestoso Morumbi.

Enquanto pessoas forem maiores que a Instituição São Paulo Futebol Clube, ficaremos parado no tempo. Ainda comemoramos a fase espetacular com títulos Mundiais, Libertadores e Brasileiros, porém a fase é outra, o momento é outro e se não se cuidar além de correr sérios riscos no Campeonato com a bola rolando (como foi o ano passado), também entrará em uma crise financeira  enorme.

Um Clube que tem quase 9 milhões em folha salarial no mês não pode perder da maneira que perdeu ontem para o Bragantino, que teve méritos enormes e poderia ter feito mais gols. O problema vai muito além de uma simples eliminação para um time pequeno, que tem virado rotina no decorrer dos anos no Morumbi e sim pela forma de encarar as coisas, de não ter a humildade de encarar o problema de frente, de entender que as coisas precisam mudar, de que um time não se faz com nomes de grandes jogadores e sim grandes jogadores que ficam renomados.

A mudança tem que vir de dentro do Clube, reformulando vários setores. O que aconteceu com o investimento que foi feito no CT de Cotia? Não é dos garotos nossa esperança pra um futuro melhor? Não parece que isso tem sido feito no São Paulo. Jogadores que mais parecem estar preocupados com o Marketing e aparência. Só se esquecem de exercer sua principal função, jogar futebol!

 

Alguém ainda acha que está tudo sob controle?
Alguém ainda acha que está tudo sob controle?

DUELO DE TRICOLORES – “ACIMA DO PESO” LEVA À MELHOR DIANTE DO “ACIMA DA MÉDIA”

No duelo desta quarta-feira entre Tricolores Carioca e Paulista, o Fluminense passeou no 2º Tempo e massacrou o São Paulo com 4 gols em pouco mais de 30 minutos. O “Acima do Peso” Walter deixou sua marca 2 vezes, enquanto o “Acima da Média”, pelo menos para ele próprio, Paulo Henrique Ganso não conseguiu dar seqüência na excelente partida diante do Flamengo no próprio Maracanã, domingo passado. Depois da goleada de 5 x 2, saiu na página oficial do Clube a imagem de capa dessa matéria com a frase “Não teremos legenda hoje em respeito aos bichinhos…”.

Quem assistiu o jogo na noite desta quarta-feira ficou satisfeito com a partida, os dois times buscando o ataque insistentemente e um meio-campo rápido tornou a partida eletrizante do começo ao fim.

Na primeira etapa o Tricolor Paulista teve um domínio maior do jogo, colocando a bola no chão e saindo pelos lados do campo com a velocidade de Osvaldo, mas nada que tirasse o zero do placar. Em uma jogada infantil, a zaga do Fluminense cometeu pênalti em cima de Antônio Carlos e Rogério Ceni converteu para o fundo da redes do goleiro Felipe (Ex-Santos), da polêmica “Mão de Alface”.

Daí em diante o São Paulo administrou o jogo e até criou algumas outras oportunidades, mas quem marcou foi o Fluminense, após cobrança de escanteio fechada (Fluminense usa muito bem esse artifício), Lukão fez contra e quando todos achavam que o primeiro tempo acabaria assim, após bela jogada de Osvaldo pela ponta esquerda e lindo cabeceio de Alexandre Pato, o time do Morumbi voltou a ficar na frente.

Na volta do intervalo, assistiu-se um jogo completamente diferente, em menos de 2 minutos jogados, o Fluminense pressionou o São Paulo de forma constante, aproximando Conca e Wagner dos atacantes Rafael Sóbis (Carrasco São Paulino desde a Final da Libertadores de 2006, onde marcou 2 gols na final pelo Internacional RS em pleno Morumbi) e Walter e a tática deu certo.

Cristóvão Borges não só ganhou o meio-campo como também deu um nó tático nos jogadores são-paulinos que não conseguiam sair jogando e acabavam entregando a bola para o adversário com chutões.

O que se viu, foi uma aula de ataque contra defesa e dessa vez o ataque do Flu massacrou Rogério Ceni e Cia. O Goleiro São Paulino que havia marcado na partida, rebateu duas bolas para frente e facilitou a vida dos atacantes.

Com a virada do Fluminense e o São Paulo atordoado, o placar chegou a ser pouco, já que se tivéssemos mais 5 minutos, com certeza o time carioca marcaria mais gols. No fim, 5 x 2 foi marcante para o Fluminense pela superação e decepcionante para os são-paulinos pela monotonia e previsibilidade da equipe.

Kardec está chegando ao tricolor, mas se não arrumar do meio-campo pra trás pode chegar Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar que não dá jeito.

Enquanto isso, as diretorias se alfinetam, no Facebook oficial do Fluminense, foi lançado a foto de um Ganso, Pato, Frango e Ratos, analogia aos jogadores, as falhas de Rogério Ceni no jogo e ao Treinador do São Paulo que na sua passagem pelo time carioca disse ter ratos no vestiário, a mensagem deixada foi: “Não teremos legenda hoje em respeito aos bichinhos… ”. Já pelo lado São Paulino, parece que a prepotência e arrogância de seus dirigentes não foi embora junto com Juvenal Juvêncio. Aidar, que já havia brigado publicamente com o Presidente do Palmeiras no caso Kardec, dessa vez deu uma declaração desagradável sobre o interesse do Nápoli em Paulo Henrique Ganso, inclusive citando o nome de uma máfia Italiana.

São Paulo abre o olho! O ano passado já mostrou que quem não tem planejamento passa sufoco no final…

Nem Pato, Nem Ganso, Nem Rogério Ceni, Nem Muricy!
Nem Pato, Nem Ganso, Nem Rogério Ceni, Nem Muricy!

 

UMA DOENÇA CHAMADA DESORGANIZAÇÃO E CONTINUÍSMO BARATO!

Mais uma vez a crise se instaura nos corredores do Morumbi. Por quê? Talvez porque o São Paulo não tenha um padrão tático nos jogos, porque o São Paulo não tem dado muita sorte com seus “garotos” da base, mesmo após investir milhões no CCT de Cotia, ou se não bastasse isso, por ter uma das piores gestões até hoje, deixando a desejar em contratações, campanhas de marketing e sendo eliminado de forma precoce em diversos campeonatos. Ontem foi só mais uma prova de que o Clube do Morumbi deve continuar em uma fase de coadjuvante quando fala-se de títulos.

Você torcedor são paulino que deixa sua família numa noite fria de quarta-feira e só volta na madrugada do dia seguinte para acompanhar seu time de coração pode ter certeza que a falta de vontade dos jogadores que atuaram ontem deixou clara que estes não merecem seu esforço, seu gasto e sua paixão.

Falo isso pelos jogadores que ali representam um clube que tem uma história mundial, que possuí milhões e milhões de torcedores pelo mundo à fora, de um clube que há pouco mais de 5 anos era considerado modelo de gestão e exemplo para os demais em todos os aspectos.

As pessoas que “habitam” o São Paulo Futebol Clube estão conseguindo deteriorar o patrimônio, a história e a marca que tinha um crescimento importante no decorrer da última década. Não dizem que todo time começa com um bom goleiro? Pois é, uma grande organização também começa por um grande presidente. Juvenal Juvêncio teve seu tempo no Morumbi, conquistou títulos, trouxe recurso para o Clube com transações milionárias, que talvez nenhum outro Presidente pudesse fazer, mas como tudo que fazemos tem começo, meio e fim, este fim do Juvenal que perdura por longos e tenebrosos anos tem de acabar.

Que o mês de Abril seja a fechadura de uma nova era no Tricolor Paulista, pois mudar a chave neste momento não basta. É a hora de assumir os erros, respeitar os adversários, admitir que o Clube decaiu de forma assustadora nos últimos anos e colocar o barco que está a deriva, novamente no caminho certo.

Uma classificação ou mesmo um título pode vir ou não por uma série de fatores e isso não pode mudar o curso das coisas, o que precisa mudar imediatamente é a atitude dos jogadores e dirigentes tricolores para que os vexames como o “quase rebaixamento” no ano passado não volte a se repetir neste 2014.

No mais, uma equipe que não tem a competência de ganhar da equipe da Penapolense durante 90 minutos não merece avançar de fase, isso não é menosprezar a equipe do interior que está completando a 2ª participação na Série A do Campeonato Paulista e sim honrar a Camisa que o São Paulo fornece e o salário pago em dia, que se for comparar podemos citar que talvez o salário de um único jogador do São Paulo pague a folha inteira do Clube de Penápolis, é inadmissível a falta de comprometimento e vontade desses atletas que vestem o manto tricolor.

Brasileiro 2011

ENTREGOU?

O São Paulo perdeu para o Ituano na tarde deste domingo em pleno Morumbi por 1 tento à 0 e de quebra eliminou o arqui-rival Corinthians. O jogo no Morumbi era esperado pois a sequência do Corinthians no Campeonato dependia indiretamente deste jogo, e o tricolor “entregando ou não” acabou eliminando o Timão.

O torcedor tricolor comemorou a derrota para o Ituano, em uma tarde de domingo de chuva torrencial nas imediações do Morumbi. O time do Morumbi poupou alguns jogadores e não conseguiu segurar o ímpeto do time de Itu que conseguiu se classificar com uma rodada de antecipação já que o Corinthians empatou com a Penapolense e deu adeus ao sonho de conquistar mais um caneco do Paulistão.

De certa forma, fica nas “entrelinhas” a pergunta, o São Paulo entregou o resultado para o Ituano para eliminar o time do Parque São Jorge e se livrar de um confronto direto? Entre os torcedores do Corinthians a resposta é clara: SIM!. Já os torcedores do São Paulo comemoraram e muito a eliminação do rival.

Tendo em vista que nos últimos confrontos de mata x mata o Timão sempre levou a melhor perante o time do Morumbi, talvez realmente fosse mais viável eliminar o rival antes do confronto direto e tirar uma pedra do caminho, porém pensando de outra maneira, será que o próprio Corinthians não cavou sua cova quando perdeu pontos preciosos, inclusive diante do São Paulo no Pacaembu?

Fato é que levarão durante anos e anos a idéia de que o São Paulo entregou o jogo para eliminar o Ituano, assim como o atacante Grafite ficou marcado na história do São Paulo por ter feito os gols que mantiveram o Timão na Série A do Paulistão de anos atrás.

Agora os jogadores tricolores terão de provar no campo que estão prontos para batalha nos jogos de mata x mata.

Torcedores são paulinos com cartaz para "entregar" o jogo.
Torcedores são paulinos com cartaz para “entregar” o jogo.

FELIZ 2014!… OPS, NO SÃO PAULO O ANO AINDA NÃO COMEÇOU!

O ano de 2013 foi marcado no São Paulo Futebol Clube como um dos piores anos do Clube no Cenário Nacional. Com um equipe medíocre em 70% dos jogos ou mais, mostrava apatia e completa falta de técnica. O ano acabou e enfim veio a esperança dos torcedores de que o Clube reforçaria seu plantel e conseguiria voltar a mostrar organização dentro e fora dos gramados, pois é, as férias terminaram e o Campeonato Paulista 2014 começou e no Morumbi nada mudou.

Todos nós sabemos que ano de eleição em qualquer segmento de negócio é um ano de mudanças, muito mais do que pessoas, muda-se a visão do rumo à seguir. As eleições no Morumbi ocorrerão em Abril porém é quase certo que o substituto de J. J. dará andamento na gestão do Coronel, já que a situação é franca favorita.

Com o fim do ano e as pífias apresentações e sendo mero coadjuvante nos campeonatos que disputou em 2013 esperava-se que a Diretoria do São Paulo fizesse uma reformulação no elenco para que em ano de Copa do Mundo, o tricolor pudesse ter força e voltar a estar entre os favoritos ao Título.

O ano começou, o Tricolor contratou até o momento somente Luis Ricardo, ex-lateral direito da Portuguesa. O atleta já vestiu o manto tricolor ontem e teve atuação apagada, assim como os outros 10 atletas. O Clube adiantou a contratação por empréstimo de 1 ano e meio do lateral esquerdo da Internazionale de Milão Álvaro Pereira que se apresentou no fim desta tarde e vem pra tomar conta da Ala esquerda que não tem um jogador fixo desde a aposentadoria de Junior.

O treino de hoje também foi marcado pela chegada dos jogadores Ewandro e Boschilhia que se integraram ao elenco profissional após a eliminação do Clube Paulista na Copa São Paulo de Futebol Juniors.

O fato é que a apatia que o São Paulo mostrou em campo traduziu o ano de 2013 e a torcida está preocupada já que o rebaixamento bateu na porta o ano passado e pode manchar a história do Clube em 2014.

Acorda São Paulo! Acorda Diretoria, antes que seja tarde e o time venha a ter o maior vexame da história! Sem material humano, nem mesmo o melhor técnico do mundo dá jeito num Clube onde a desorganização começa na cadeira presidencial com seus churrasquinhos para torcidas organizadas.

O que foi ruim em 2013 pode vir ainda pior em 2014.

Bragantino X São Paulo