Todos os posts de Almir Breviglieri Jr

Administrador de empresas de formação, envolvendo-se em jornalismo e comunicação por opção. Seguidor inveterado do futebol internacional por acreditar que o melhor que há por lá poderia e deveria ser aplicado aqui. E, claro, fã do velho e insuperável Rock'n'Roll em todas as suas vertentes, além de seguidor de seriados gringos clássicos e novos.

É “Madchester”: é festa total!

Jogadores do Man U comemoram título após apito final

Madchester foi o nome dado ao cenário musical da cidade de Manchester no final dos anos 80 e início dos anos 90 que envolvia desde rock alternativo até o som eletrônico. A efervescência criativa era tamanha que o termo “mad” foi associado ao nome da cidade, batizando, através do trocadilho, o movimento cultural emergente.

E parece que a loucura e a efervescência voltaram à cidade de Manchester neste sábado, desta vez via futebol com os títulos conquistados pelas equipes locais. O Manchester United ratificou o que se esperava, a conquista da Premier League, com um empate (1 a 1) fora de casa contra o Blackburn. O Manchester City conquistou, poucas horas depois, o título da FA Cup, a Copa da Inglaterra, ao derrotar por 1 a 0 o Stoke City.

Sem fazer grande partida, o United ficou em desvantagem no placar desde os 20 minutos de jogo quando o Blackburn abriu a contagem com Emerton. Foram necessários mais de 50 minutos de jogo e um pênalti para que Wayne Rooney empatasse e garantisse o ponto necessário para a confirmação do 19º título do clube. Indiscutível o domínio do time de Sir Alex Ferguson nos últimos 20 anos de Premier League, considerando que o clube possuía somente 7 conquistas anteriormente. Na comparação, o Liverpool, com 18 títulos, estacionou nos mesmos 20 anos. Assim, o United torna-se o maior vencedor do campeonato inglês.

Touré vibra com gol do título

Na outra frente, o City garantiu o título da FA Cup em final de jogo único disputado em Wembley contra o Stoke City ao vencer com gol do marfinense Yaya Touré. Com a vitória, o clube encerra um período de 35 anos de jejum de títulos. A FA Cup e a quase certa classificação para a próxima Champions League (o City é o 4º colocado da Premier League) trazem perspectivas animadoras. Para os fãs é a esperança do fim de uma era: de o City ser considerado apenas o outro time da cidade.

The Smiths no palco em 1984

Vitória lá, vitória cá e Madchester está de volta. Festa nas ruas da cidade e alegria em ambas as torcidas. Como nos anos 80, quando os consagrados The Smiths, New Order ou James, precursores criativos de Manchester, ganhavam o mundo e davam ignição para a onda criativa de músicos que se notabilizariam na Inglaterra e no resto do planeta. The Stone Roses, Inspiral Carpets, The Charlatans, 808 State e Happy Mondays dominaram o cenário musical inglês, assim como os co-irmãos United e City dominam o futebol nacional. Confira um dos principais expoentes Madchester, o Happy Mondays, com Kinky Afro.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=C3XIlEUO-VE[/youtube]

O TRI DO BARÇA, AS SEMIFINAIS DA COPA ITÁLIA E A LIBERTADORES

Jogadores do Barcelona comemorando a conquista

Ainda que o Real Madrid tenha tentado atrapalhar a festa catalã ao vencer o Getafe por 4 a 0, o Barcelona liquidou a fatura da Liga Espanhola ao empatar fora de casa com o modesto Levante, garantindo o tricampeonato nacional.

Fãs celebrando título nas ruas de Barcelona

Sem muito esforço, Keita abriu o marcador para o Barça ao cabecear com precisão após lançamento de Xavi. A equipe da casa empatou ainda no 1º tempo quando Caicedo aproveitou falha de Piqué, provavelmente com o pensamento na Shakira no momento da jogada. Na segunda etapa Messi tentou sua mágica para desempatar após driblar cinco adversários e acertar a trave. No final, o empate por 1 a 1 foi o suficiente para selar o tri do Barça. Foi também o 21º título nacional do clube contra 31 do rival Real Madrid.

 Já são conhecidos os finalistas da Copa Itália. Na quarta-feira, jogando na Sicília, o Palermo despachou os novos campeões da Série A, o Milan, ao vencer por 2 a 1 após empate por 2 a 2 em Milão. Muita festa pelo título nacional no último sábado. A ressaca não perdoou Gennaro Gattuso e companhia.

Samuel Eto'o concluindo a gol.

E, por falar em Gattuso, a Internazionale do técnico Leonardo garantiu a outra vaga na final. Jogando em casa contra a Roma, após vitória por 1 a 0 no jogo de ida, a Inter ratificou sua classificação após empate por 1 a 1. Destaque para o gol de Samuel Eto’o. Nem tanto pelo gol, mas pela comemoração junto a Leonardo. Havia um clima de solidariedade em San Siro ao técnico interista, motivado pelas manifestações nada elegantes do próprio Gattuso e de Abate junto à torcida milanista no último sábado em Roma, tendo o ex-técnico rubro-negro como alvo.

 Na América do Sul, a Taça Libertadores da América teve sequência com a abertura das quartas-de-final do torneio. O Santos venceu o Once Caldas em Manizales por 1 a 0 com gol de Alan Patrick. Neymar mostrou novamente o grande craque que é de fato, agora aliando maturidade à habilidade e ao talento no seu pacote de atrações.

 E, continuando a saga “Profissão goleiro: eis o meu karma”, a Libertadores produziu ontem mais uma epopeia protagonizada por um guarda-metas. Mais exatamente em Montevidéu, onde o Peñarol conseguiu importante vitória sobre a Universidad Católica (2 a 0) com gols de Nuñez e Martinuccio, porém com enorme contribuição do goleiro Paulo Garcés. Confira a seguir.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=7Ufe6ga6gRc[/youtube]

HORA DE DECISÃO NO VELHO CONTINENTE

  O mexicano Chicharito Hernandez marcando o primeiro gol do United a menos de 1 minuto de jogo

Título definido na Itália, quase definido na Inglaterra e na Espanha, tudo encaminhado na Alemanha, sem mencionar a grande final da UEFA Champions League em Wembley no próximo dia 28. Nada melhor que estrear este espaço em meio a momentos decisivos no Velho Continente.

No último sábado, o Milan garantiu seu 18º “scudetto” com um empate sem gols fora de casa contra a Roma. Em jogo truncado, destaque para Gennaro Gattuso, não pelo que jogou, mas pelo que falou e cantou de modo grosseiro após a partida ao puxar coro com a torcida, no embalo de “Guantanamera”, contra Leonardo (ex-milanista e atual técnico da rival Internazionale). Fato é que a torcida rubro-negra não perdoa a ida do ex-ídolo para o maior rival. Contudo, a manifestação de Gattuso e companhia expõe problemas ocorridos entre o ex-técnico e o elenco milanista na temporada 2009-2010. Ex-técnico, ex-jogador e ex-ídolo, parece que hoje Leonardo é um “ex-tudo” na equipe de Silvio Berlusconi. A seguir o vídeo da singela homenagem milanista a Leonardo no Estádio Olímpico de Roma.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=awAlmGPEI4M[/youtube]

Domingo, na Inglaterra, aconteceu o clássico da rodada entre Manchester United e Chelsea. Jogando no Old Trafford, a equipe de Manchester conquistou uma vitória por 2 a 1 construída à base de um futebol avassalador no 1º tempo. Com menos de um minuto de jogo, o atacante mexicano Chicharito Hernandez, novo xodó da torcida “red devil”, abriu o placar, ampliado pelo sérvio Nemanja Vicic. Frank Lampard recolocou o Chelsea no jogo na 2ª etapa ao diminuir, mas a equipe da casa garantiu vitória fundamental para a conquista da Premier League, já que precisará de apenas um ponto em dois jogos contra os “temíveis” Blackburn e Blackpool. Será mais um título para o globalizado Manchester United e para Alex Ferguson.

Nos outros campeonatos, o Barcelona passou sem dificuldades pelo Espanyol (2 a 0). Com nove pontos à frente do Real Madrid, apenas aguarda a definição matemática da Liga Espanhola a três rodadas do final. Na Alemanha, o Borussia Dortmund perdeu, mas não comprometeu o título da “Bundesliga”, pois mantém folgada margem de sete pontos sobre o Bayer Leverkusen, que só empatou. Destaque para a goleada de 8 a 1 do Bayern de Munique sobre o lanterna St. Pauli.

E, para encerrar o giro internacional, eis que o futebol russo produziu neste final de semana um momento épico. O autor da obra prima foi o goleiro Giedrius Arlauskis, do Rubin Kazan, em partida contra o FC Krasnodar. Para sorte de Arlauskis, sua equipe venceu de virada por 2 a 1, mas a mancada ficará para os anais dos lances bizarros do futebol. Confira a seguir a pérola.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=-s8_OGQFa2g[/youtube] Continue lendo HORA DE DECISÃO NO VELHO CONTINENTE