AULAS DE FUTEBOL DA CHAMPIONS LEAGUE

Começou nesta semana a fase de grupos da badalada UEFA Champions League com os tradicionais 32 times espalhados por 8 grupos.

Oscar consagra-se perante sua torcida

Competição que reúne o que há de melhor no futebol mundial, a UCL, logo de saída, dá verdadeiro tapa na cara do futebol praticado atualmente por terras brasileiras (salvo raras exceções) ao apresentar jogo dinâmico, veloz, plena ocupação de espaços e marcações fortes, tudo isso com poucas faltas durante os 90 minutos de peleja.

Triste, porém verdade. A qualidade do  jogo tupiniquim regrediu e ficou para trás na roda implacável do tempo. Os motivos? Êxodo maciço de jogadores brazucas para o Velho Continente? Medo de perder instaurado no País na esteira do trauma pós-derrota na Copa do Mundo de 1982? A qualidade no ensino dos fundamentos na base piorou? O surgimento da figura do emparesário/procurador no futebol? Calendário ruim atendendo a interesses políticos? Tudo isso tem sido incansavelmente discutido ao longo do tempo, portanto sem novidades maiores. Talvez um pouco de cada item levantado provocou a decadência técnica e tática do futebol praticado por aqui.

José Mourinho vai à loucura com gol no final

De qualquer maneira, o ponto é que o Brasil precisa reencontrar seu rumo e aprimorar a qualidade do jogo praticado por estas bandas no planeta.

Sim, é verdade, nem tudo são flores na grife vendida pelos ricos (só que nem tanto atualmente) e educados europeus.

Afinal, o que se esperar de partidas envolvendo equipes como Dinamo Zagreb, Nordsjaelland ou Braga?

Sim, é possivel que alguns disputassem com certa competitividade a Série A brasileira, mas não representam a fina flor do que o Velho Continente deseja vender ao mundo. Tal filão do pacote, pelo menos na rodada inicial da UCL, ficou por conta de Real Madrid e Manchester City, Chelsea e Juventus, além do novo rico Paris Saint Germain.

Filosofias de boteco à parte, aí vão os resultados dos jogos iniciais da fase de grupos.

 

GRUPO A

Paris Saint Germain 4×1 Dynamo Kiev

Paris, França

Após início de temporada claudicante e preocupante pelos investimentos injetados, o PSG obteve maiúscula vitória em casa contra o Dinamo Kiev.

Thiago Silva estreia no PSG e faz

De quebra, as “caríssimas” estrelas do time mostraram serviço. Zlatan Ibrahimovic de pênalti, o estreante Thiago Silva, além de Alex e Javier Pastore fizeram os gols parisienses, enquanto que o português Miguel Veloso fez para os ucranianos.

Foi um 1º tempo avassalador por parte dos anfitriões. A linha de quatro defensores levada a campo por Carlo Ancelotti, formada por Silva, Alex, Maxwell e Christophe Jallet mostrou, além de consistência defensiva, enorme capacidade de apoio ofensivo. Adiante, não somente o medalhão Ibrahimovic, em excelente atuação ora como definidor, ora como pivô, ora como suporte à defesa, se destacou. Merece atenção o trabalho do italiano Marco Verratti, trazido do modesto Pescara.

O PSG deixa seu recado para a Europa, os franceses podem entrar no circuito vencedor em se tratando de Champions League.

 

Dinamo Zagreb 0x2 FC Porto

Zagreb, Croácia

Eis o lado obscuro da força. Jogando na Croácia para pouco público, o Porto derrotou o limitado Dinamo Zagreb por 2×0 com gols marcados no final de cada tempo. Lucho González e Steven Defour marcaram para o time português.

 

GRUPO B

Montpellier 1×2 Arsenal

Montpellier, França

Apesar de ser o atual campeão francês, o Montpellier entrou enfraquecido para a UCL. Não, o novo endinheirado Paris Saint Germain é exceção à regra francesa.

De qualquer modo, os anfitriões saíram na frente com gol de Younes Belhanda em cobrança de pênalti.

Nada que tenha abalado os Gunners que, em dez minutos pós gol sofrido, tratou de virar o placar com Lukas Podolski e Gervinho.

Mesmo sem Robin Van Persie, o Arsenal é apontado como dono de uma das vagas em disputas para as oitavas de final no grupo B.

 

Olympiakos 1×2 Schalke 04

Piraeus, Grécia

Cerca de 30 mil fãs foram ao Estádio Georgios Karaiskáki para empurrar a equipe local do Olympiakos contra o Schalke 04 alemão, retornando à competição europeia de clubes.

Após 1º tempo de cautela de ambas as partes, somente pouco antes do seu final que o Schalke anotou com Benedikt Howedes.

Na etapa final, os locais empatariam com Djamel Abdoun, mas, para desespero da torcida,  no minuto seguinte, Klaas Jan Huntelaar faria o gol vitorioso do Schalke 04, favorito para avançar ao lado do Arsenal.

 

GRUPO C

Málaga 3×0 Zenit

Málaga, Espanha

O Málaga atravessa crise financeira, mas mantém ótimo desempenho na temporada ao vencer com autoridade a equipe russa do Zenit que já contou com o atacante brasileiro Hulk. Foram dois gols de Isco e um de Javier Saviola.

 

Milan 0x0 Anderlecht

Milão, Itália

Um Milan pobre, enfraquecido. Foi o que se viu no Estádio San Siro.

Além das perdas irreparáveis de Zlatan Ibrahimovic e Thiago Silva, o time de Silvio Berlusconi não contou com Robinho e Alexandre Pato.

Não poderia ter terminado de outra forma: empate sem gols. Momentos de emoção? Ironicamente, os aplausos dos milanistas para os gols de Ibrahimovic e Thiago Silva anotados em Paris e anunciados pelo placar do San Siro.

Temporada sem grandes perspectivas para os rossoneri e, para variar, pode sobrar para o treinador. Sim, Massimiliano Allegri já está ameaçado no cargo.

 

GRUPO D

Borussia Dortmund 1×0 Ajax

Dortmund

No grupo dos campeões nacionais, o Borussia Dortmund tenta apagar a má impressão deixada na última edição da UCL quando foi eliminado na fase de grupos.

O ínicio, por pouco, não foi ruim. Graças ao gol de Robert Lawandowski aos 87 minutos de jogo, os anfitriões derrotaram os visitantes holandeses em casa.

 

Real Madrid 3×2 Manchester City

Madri, Espanha

Roberto Mancini e José Mourinho nas amenidades

Eis uma verdadeira aula de futebol apresentada ao mundo em Madri.

José Mourinho havia sacado jogadores como Mesut Ozil do time titular em sinal de revolta a uma possível falta de dedicação de alguns atletas ao trabalho. A equipe teve um 1º tempo avassalador contra os  campeões ingleses do Manchester City que se limitaram à timidez defensiva, ainda assim o placar ficaria no 0x0.

No 2º tempo, os Citizens se soltariam um pouco. Em contra ataque puxado por Yayá Touré, Edin Dzeko abriria o placar aos 68 minutos de jogo.

Liam Gallagher causando no meio da torcida madridista

Contudo, o bombardeio madridista continuaria e a recompensa viria poucos minutos depois com o gol de Marcelo que já tentara em outras duas ocasiões contra o gol de Joe Hart.

Aleksandar Kolarov desempataria de falta para os visitantes, mas a resposta viria rapidamente com belo gol de Karim Benzema.

Antes do apito final, Cristiano Ronaldo contaria com erro de Vincent Kompany que dificultaria a vida de Joe Hart. Seria o gol da vitória do Madrid ao apagar das luzes.

Foram impressionantes 30 chutes a gol do Real Madrid ao gol do Manchester City. Vitória comemorada por Mourinho e sentida por Roberto Mancini.

 

 

GRUPO E

Chelsea 2×2 Juventus

Londres, Inglaterra

Muita expectativa para o jogo do atual campeão  europeu contra o campeão italiano ausente da UCL nos últimos três anos.

Teria sido a noite de total consagração para Oscar, escalado como titular desta vez por Roberto Di Matteo, após ter marcado duas vezes no 1º tempo utilizando-se de sorte (bola desviada em Leonardo Bonucci no primeiro gol) e talento (ao livrar-se com categoria de Andrea Pirlo e concluir com perfeição).

Fabio Quagliarella empata para a Juventus em Londres

Mas, antes do final da 1ª etapa, a Juventus mostrou porque foi campeã italiana invicta quando Arturo Vidal dez o primeiro gol do time.

O Chelsea teve a chance de matar o jogo na primeira metade do 2º tempo. Não fez o terceiro gol e a Juve cresceu em campo na metade final, até que Claudio Marchisio serviria Fabio Quagliarella para empatar.

Mesmo sem a vitória, Oscar apresentou seu cartão de visitas ao mesmo tempo que sobre a Juventus estão depositadas todas as esperanças italianas na UCL.

Shakhtar Donets’k 2×0 Nordsjaelland

Donets’k, Ucrânia

O Shakhtar tornou-se velho frequentador de Champions League e, com time repleto de brasileiros, venceu tranquilamente o pequeno Nordsjaelland da Dinamarca com dois gols do armênio Henrik  Mkhitaryan.

 

GRUPO F

Lille 1×3 BATE Borisov

Talvez tenha sido o resultado mais surpreendente da rodada. Mas vale lembrar, é a segunda participação em sequência dos bielorrussos do BATE Borisov na competição.

E parece que a equipe visitante tem aprendido muito sobre Champions League. Sem acanhamento, o BATE terminou o 1º tempo com sonoros 3×0 sobre os anfitriões atordoados.

O gol de honra do time da casa viria aos 15 minutos do 2º tempo, mas a reação pararia por aí.

 

FC Bayern 2×1 Valencia

Munique, Alemanha

Vitória da eficiência alemã em Munique.

Ainda decepcionado pela derrota em casa na última final da competição frente ao Chelsea, o Bayern dominou a partida.

Bastian Schweinsteiger abriu o placar aos 38minutos de jogo, Tony Kroos ampliaria na 2ª etapa e o paraguaio Haedo Valdéz diminuiria no final. O goleiro Diego Alves ainda defenderia penalidade de Mario Mandzukic.

 

GRUPO G

Barcelona 3×2 Spartak Moscou

Barcelona, Espanha

As boas atuações de Cristian Tello de Lionel Messi salvaram o Barcelona de surpreendente derrota em casa na estreia do time catalão na UCL.

Tello abriria o plcar com belo chute, mas o Barça levaria um autogol de Daniel Alves. Rômulo colocaria os Spartak em vantagem, deixando os anfitriões em dificuldades.

Aí surgiu o melhor do mundo para marcar duas vezes com bom trabalho de Tello. Quem tem Messi tem tudo.

 

Celtic 0x0 Benfica

Glasgow, Escócia

Em jogo truncado na Escócia, Celtic e Benfica ficaram sem gols, deixando a liderança isolada do grupo para o Barcelona.

 

GRUPO H

Manchester United 1×0 Galatasaray

Manchester, Inglaterra

Após a eliminação precoce na temporada passada, Alex Ferguson preferiu apostar na força máxima do United na fase de grupos da Champions. Ainda assim, a vitória foi curta com gol único logo aos 7 minutos de jogo de Michael Carrick. Desta vez, nada de grandes atuações de Robin Van Persie ou Shinji Kagawa.

 

Braga 0x2 Cluj

Braga, Portugal

O Braga está na fase de grupos graças à incompetência italiana da Udinese na pré-Champions. O modesto Cluj romeno agradece e marca duas vezes com Rafael Bastos, ironicamente ex-Braga, e leva a liderança do grupo como bônus.

 

Classificação:

Grupo  A

Clubes P W D L F A +/- Pts
1 Paris Saint-Germain FC Paris Saint-Germain FC 1 1 0 0 4 1 3 3
2 FC Porto FC Porto 1 1 0 0 2 0 2 3
3 GNK Dinamo Zagreb GNK Dinamo Zagreb 1 0 0 1 0 2 -2 0
4 FC Dynamo Kyiv FC Dynamo Kyiv 1 0 0 1 1 4 -3 0

Grupo  B

Clubes P W D L F A +/- Pts
1 FC Schalke 04 FC Schalke 04 1 1 0 0 2 1 1 3
1 Arsenal FC Arsenal FC 1 1 0 0 2 1 1 3
3 Montpellier Hérault SC Montpellier Hérault SC 1 0 0 1 1 2 -1 0
3 Olympiacos FC Olympiacos FC 1 0 0 1 1 2 -1 0

Grupo  C

Clubes P W D L F A +/- Pts
1 Málaga CF Málaga CF 1 1 0 0 3 0 3 3
2 RSC Anderlecht RSC Anderlecht 1 0 1 0 0 0 0 1
2 AC Milan AC Milan 1 0 1 0 0 0 0 1
4 FC Zenit St Petersburg FC Zenit St Petersburg 1 0 0 1 0 3 -3 0

Grupo  D

Clubes P W D L F A +/- Pts
1 Real Madrid CF Real Madrid CF 1 1 0 0 3 2 1 3
2 Borussia Dortmund Borussia Dortmund 1 1 0 0 1 0 1 3
3 Manchester City FC Manchester City FC 1 0 0 1 2 3 -1 0
4 AFC Ajax AFC Ajax 1 0 0 1 0 1 -1 0

Grupo  E

Clubes P W D L F A +/- Pts
1 FC Shakhtar Donetsk FC Shakhtar Donetsk 1 1 0 0 2 0 2 3
2 Juventus Juventus 1 0 1 0 2 2 0 1
2 Chelsea FC Chelsea FC 1 0 1 0 2 2 0 1
4 FC Nordsjælland FC Nordsjælland 1 0 0 1 0 2 -2 0

Group  F

Clubes P W D L F A +/- Pts
1 FC BATE Borisov FC BATE Borisov 1 1 0 0 3 1 2 3
2 FC Bayern München FC Bayern München 1 1 0 0 2 1 1 3
3 Valencia CF Valencia CF 1 0 0 1 1 2 -1 0
4 LOSC Lille LOSC Lille 1 0 0 1 1 3 -2 0

Grupo  G

Clubes P W D L F A +/- Pts
1 FC Barcelona FC Barcelona 1 1 0 0 3 2 1 3
2 SL Benfica SL Benfica 1 0 1 0 0 0 0 1
2 Celtic FC Celtic FC 1 0 1 0 0 0 0 1
4 FC Spartak Moskva FC Spartak Moskva 1 0 0 1 2 3 -1 0

Grupo  H

Clubes P W D L F A +/- Pts
1 CFR 1907 Cluj CFR 1907 Cluj 1 1 0 0 2 0 2 3
2 Manchester United FC Manchester United FC 1 1 0 0 1 0 1 3
3 Galatasaray AŞ Galatasaray AŞ 1 0 0 1 0 1 -1 0
4 SC Braga SC Braga 1 0 0 1 0 2 -2 0

 

 


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/t990olqj3thq/public_html/wp-includes/class-wp-comment-query.php on line 405

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *